Qualidade de vida dos indivíduos com doenças cardiovasculares crônicas e diabetes mellitus

Mercedes Trentini, Denise G. V. da Silva, Cleusa R. Martins, Maria C. Antônio, Claudete E. Tomaz, Rosana Duarte

Resumo


Este trabalho teve como objetivo verificar a qualidade de vida de pacientes com doenças crônicas e diabete mellitus e foi baseado nas conceitualizações do termo qualidade de vida propostas por Wenger et al. (1984). Para esses autores, a qualidade de vida pode ser medida com base na capacidade funcional, nas percepções e sintomas dos indivíduos em condições crônicas de saúde. A amostra consistiu de 94 pacientes, sendo 35 com doenças cardiovasculares fazendo tratamento em unidades de internação e ambulatorial (GRUPO I), 29 pacientes com doenças cardiovasculares em reabilitação específica (GRUPO II), e 30 pacientes com diabetes mellitus em tratamento ambulatorial (GRUPO III). Os dados foram coletados utilizando-se o questionário MsMaster Health Index desenvolvido npor Chambers (1984). Em síntese, os resultados mostraram que em relação a função física, percepção quanto à saúde e satisfação com a vida, os pacientes do GRUPO II tiveram qualidade de vida melhor do que os pacientes do GRUPO I e do GRUPO III.

Palavras-chave


Qualidade de vida; Doenças crônicas

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447