SOBRE MORRER COM CÂNCER: AS LIÇÕES DE HOLLYWOOD

Fernanda Niemeyer, Maria Henriqueta Luce Kruse

Resumo


O estudo busca conhecer o modo pelo qual a morte de pessoas com câncer é apresentada por cinco filmes produzidos em Hollywood entre 1993 e 2006. Com base nos estudos culturais, na vertente pós-estruturalista e com o apoio das noções de discurso e subjetividade propostas pelo filósofo Michel Foucault, articulamos uma das possíveis leituras do corpus fílmico. Avaliamos como o discurso cinematográfico atua como uma pedagogia cultural que produz modos de ver o morrer com câncer: imortalizando a imagem do corpo saudável, silenciando a morte, cuidando do corpo morto e, por fim, aceitando a morte. Nossa proposta é suscitar reflexões que possam contribuir para a assistência e para a docência em enfermagem.

Palavras-chave


Enfermagem; Educação; Cultura; Morte; Doente Terminal; Cinema como Assunto

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447