DIAGNÓSTICOS DE ENFERMAGEM EM PACIENTES INTERNADOS PELA CLÍNICA ORTOPÉDICA EM UNIDADE MÉDICO-CIRÚRGICA

Fernando Salomão da Silva, Marina Viana Fernandes, Márcia Paschoalina Volpato

Resumo


Estudo descritivo e exploratório, realizado em um hospital escola em Londrina que objetivou identificar a freqüência dos principais diagnósticos de enfermagem de acordo com a North American Nursing Diagnoses Association em pacientes masculinos internados pela clínica ortopédica. A amostra foi composta de 60 pacientes, que foram submetidos à entrevista e exame físico. A média de idade foi de 40,6 anos e o número médio de diagnósticos de enfermagem por paciente de 10,6. O domínio atividade e repouso foi o mais freqüente (36%) seguido de segurança e proteção (28%). Os diagnósticos mais freqüentes foram: risco para infecção (76,6%), integridade da pele prejudicada (73,3%), dor aguda (65,0%), déficit de autocuidado para banho e higiene (58,3%), mobilidade física prejudicada (51,6%), conhecimento deficiente (50,0%), risco para disfunção neurovascular periférica (48,3%). Esta pesquisa favoreceu a identificação das necessidades de cuidados de doentes internados com problemas ortopédicos, contribuindo para o delineamento da relevância dos diferentes focos clínicos pertinentes a enfermagem ortopédica.

Palavras-chave


Processo de Enfermagem; Diagnósticos de Enfermagem; Ortopedia

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447