PREVENÇÃO E CONTROLE DE INFECÇÃO EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA NEONATAL

Elisiane Lorenzini, Tatiane da Costa Fernandes, Eveline Franco da Silva

Resumo


Objetivou-se identificar o conhecimento da equipe de enfermagem de uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal
(UTIN) sobre o controle de infecção, identificando os fatores que facilitam ou dificultam o controle e prevenção
das Infecções Relacionadas à Assistência a Saúde (IRAS). Estudo descritivo com abordagem qualitativa, realizado
com três enfermeiras e 15 técnicas de enfermagem, que atuam em uma UTIN de uma instituição filantrópica, na
região sul do Brasil. Evidenciou-se que a equipe de enfermagem possui grande conhecimento sobre os fatores que
facilitam a prevenção e controle das IRAS em UTIN, sendo o principal, a higienização das mãos. Entre os fatores
que dificultam o controle e prevenção, estão a superlotação e a excessiva carga de trabalho. A atuação eficiente e
qualificada da equipe de enfermagem constitui-se em estratégia de prevenção e controle das IRAS.


Palavras-chave


Controle de Infecções; Infecção Hospitalar;Equipe de Enfermagem; UTI Neonatal

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447