SIGNIFICADO DE CONVIVER COM FIXAÇÃO EXTERNA POR FRATURA EXPOSTA GRAU III EM MEMBROS INFERIORES: O OLHAR DO PACIENTE

Catia Cristina Gomes Lopez, Mônica Antar Gamba, Maria Clara Cassuli Matheus

Resumo


O objetivo deste estudo foi compreender o significado de conviver com fixação externa por fratura exposta grau III em membros inferiores, sob o olhar do paciente. Os dados foram coletados com seis adultos jovens que faziam tratamento ambulatorial ortopédico, em um hospital público da cidade de São Paulo, por meio de entrevista semiestruturada
com questões abertas, entre junho e agosto de 2010. Na busca do significado desta vivência, mantivemos uma atitude fenomenológica na análise, o que propiciou desvelar o fenômeno “buscar viver apesar de se sentir preso em uma gaiola”. Os pacientes apontam que é o desejo pessoal e apoio de outras pessoas que propiciam a reorganização de
suas vidas, apesar dos inúmeros desafios que precisam superar para adaptarem-se ao fixador acoplado ao seu corpo, do medo que sentem em relação ao futuro e das dúvidas quanto ao tratamento.


Palavras-chave


Qualidade de vida; Imagem corporal; Fixador externo

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447