Acidente com material biológico no trabalhador de enfermagem em um hospital de ensino: estudo caso-controle

Micheline Gisele Dalarosa, Liana Lautert

Resumo


Estudo caso controle, objetivando analisar a associação entre o estresse ocupacional e a discordância entre o cronotipo e o turno de trabalho, de profissionais de enfermagem de um hospital de Porto Alegre com o acidente com material biológico. Foram entrevistados 99 trabalhadores que sofreram acidente (casos) e 232 que não sofreram (controles). Os dados foram coletados por meio da Job Stress Scale segundo modelo de Karasek e da escala de Horne-Östberg. A ocorrência de acidente não obteve associação estatisticamente significativa com os escores de alta exigência no trabalho (p=0,317); com o perfil cronobiológico discordante com o turno de trabalho (?=0,563) ou com outras variáveis laborais eventualmente associadas ao acidente - fazer horas extras, trabalhar em dois empregos (p= 1,000), entre outras. E analisando os escores dos profissionais com alta exigência que trabalham em turnos discordantes com o cronotipo, não houve diferença significativa entre os grupos (c2 Pearson; ?=1,00).

Palavras-chave


Acidentes de trabalho; Riscos ocupacionais; Trabalho em turnos; Ritmo circadiano; Estresse; Enfermagem

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447