Oficinas de estimulação cognitiva para idosos com demência: uma estratégia de cuidado na enfermagem gerontológica

Priscilla Alfradique de Souza, Selma Petra Chaves Sá, Renata Cristina da Silva Bastos, Keila Mara Cassiano, Rosimere Ferreira Santana

Resumo


Objetivamos descrever e analisar a eficácia das oficinas de estimulação cognitiva para idosos com demência através da aplicação de instrumentos básicos de rastreio cognitivo. Para tanto utilizamos a abordagem quantitativa, prospectiva e quase-experimental, aplicada à casuística de 11 idosos, durante o período de 08/2006 à 07/2007, nas dependências do Programa de Geriatria e Gerontologia da Universidade Federal Fluminense, Niterói-RJ. Os resultados obtidos demonstram a caracterização do perfil da clientela e o tratamento estatístico dos testes longitudinalmente. Podemos concluir a viabilidade do uso da estratégia no processo de trabalho da enfermeira atuante em gerontologia.

Palavras-chave


Enfermagem geriátrica; Saúde do idoso; Doença de alzheimer

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447