CONSULTA DE ENFERMAGEM AMBULATORIAL E DIAGNÓSTICOS DE ENFERMAGEM RELACIONADOS A CARACTERÍSTICAS DEMOGRÁFICAS E CLÍNICAS

Elenara Franzen, Suzana Fiore Scain, Suzana A. Záchia, Maria Luiza Schmidt, Eliane G. Rabin, Ninon Girardon da Rosa, Doris B. Menegon, Luciana Batista dos Santos, Elizeth Heldt

Resumo


Trata-se de um estudo que verificou a relação entre as características demográficas e clínicas com os diagnósticos de enfermagem definidos durante a consulta com enfermeira em ambulatório de um hospital geral. É um estudo transversal que avaliou 237 consultas de enfermagem de pacientes atendidos no Programa de Saúde da Mulher (46 em enfermagem obstétrica e 24 em enfermagem em mastologia) e 167 no Programa de Educação em Diabetes Melito. Foram identificados 49 diagnósticos de enfermagem. Os mais frequentes no programa de saúde da mulher foram: Conhecimento deficiente, Conforto prejudicado, Integridade tissular prejudicada e Ansiedade; no programa de educação em diabetes: Controle ineficaz do regime terapêutico e Nutrição desequilibrada: mais do que as necessidades corporais. Foi encontrada associação significativa entre os diagnósticos mais frequentes com determinadas características demográficas e clínicas. Os resultados confirmaram que a identificação dos diagnósticos de enfermagem durante a consulta pode propiciar acurácia nos focos de cuidado ambulatorial.

Palavras-chave


Ambulatório hospitalar; Diagnóstico de enfermagem; Saúde da mulher; Diabetes melito; Cuidado de enfermagem

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447