INFLUÊNCIA DO TURNO DE TRABALHO E CRONOTIPO NA QUALIDADE DE VIDA DOS TRABALHADORES DE ENFERMAGEM

Sônia Beatriz Coccaro de Souza, Juliana Petri Tavares, Andréia Barcellos Teixeira Macedo, Priscilla Wolff Moreira, Liana Lautert

Resumo


O objetivo do estudo foi verificar a influência do turno de trabalho e cronotipo na qualidade de vida dos trabalhadores
de enfermagem de um hospital universitário do Rio Grande do Sul, através de um delineamento transversal e analítico,
realizado com 101 trabalhadores de enfermagem, que atuavam em unidades clínicas e cirúrgicas de internação de
adultos. O cronotipo e a qualidade de vida foram avaliados por meio do Questionário de Matutinidade-Vespertinidade
de Horne-Östberg e pelo WHOQOL-Breve. Nenhum dos domínios do WHOQOL-Breve apontou associação ao
turno (p>0,05), mas se verificou que os indivíduos com cronotipos concordantes com o turno em que trabalhavam
(67,01±10,8) demonstraram média superior aos discordantes (59,16±14,67), quanto ao domínio “meio ambiente”
do WHOQOL (p=0,03). Assim, foi evidenciado que a concordância cronobiológica com o turno de trabalho pode
se constituir como um fator de qualidade de vida para a equipe de enfermagem.


Palavras-chave


Enfermagem; Trabalho em Turnos; Qualidade de vida; Saúde do trabalhador, Disciplina de Cronobiologia.

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447