O FAZER DAS ENFERMEIRAS DA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA NA ATENÇÃO DOMICILIÁRIA

Cristiane Dantas Laitano Lionello, Regina Rigatto Witt, Carmen Lúcia Mottin Duro, Andria Machado da Silva

Resumo


Este estudo objetivou conhecer o fazer das enfermeiras da Estratégia de Saúde de Família (ESF) na atenção
domiciliária. Trata-se de um estudo exploratório, descritivo, com abordagem qualitativa. Foram entrevistadas seis
enfermeiras atuantes da ESF de um distrito sanitário de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. As informações
foram submetidas à análise de conteúdo temática, resultando em três categorias: a visita domiciliária (VD) na ESF,
avaliação das demandas de VD e interação com a equipe de saúde na atenção domiciliária. A visita domiciliária (VD)
tem oportunizado a identificação das necessidades por meio do conhecimento do contexto de vida dos usuários.
Esta tem sido realizada no atendimento de doentes crônicos, acamados e idosos, efetuada a partir das informações
trazidas pelos agentes comunitários de saúde. Todas as enfermeiras relataram realizar VD, sendo que gostariam de
ter mais tempo para se dedicar a essa atividade.


Palavras-chave


Enfermagem em Saúde Pública; Atenção Primária à Saúde; Assistência Domiciliar

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447