AS ESPECIFICIDADES DA COMUNICAÇÃO NA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM À CRIANÇA

Elena Araujo Martinez, Florrence Romijn Tocantins, Sônia Regina de Souza

Resumo


Objetiva-se, com esta investigação, identificar a forma do enfermeiro comunicar-se com a criança e analisar como a comunicação com a criança faz-se presente durante a assistência de enfermagem. Estudo descritivo, que utilizou conceitos vinculados às Representações Sociais. Foram entrevistados 49 enfermeiros que assistem a criança em tratamento e acompanhamento hospitalar, e a coleta de dados ocorreu mediante entrevista semiestruturada. Os resultados apontaram, após a análise temática, para a linguagem falada, linguagem comportamental e atitude profissional. Constata-se que a comunicação apresenta-se como fenômeno indissociável do cuidado à criança, transcendendo a transmissão de informações lineares. Conclui-se que, ao mapear a forma, como o fenômeno comunicação se concretiza na assistência à criança, coloca-se em relevo não apenas a comunicação, mas, principalmente, como ela se traduz, caracterizando a relevância das ações da enfermagem que apontam para uma perspectiva integral na assistência à criança.


Palavras-chave


assistência de enfermagem, relações enfermeiro-paciente, comunicação, enfermagem pediátrica

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447