ATENDIMENTO À CRISE PSÍQUICA NO PRONTO-SOCORRO: VISÃO DE PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM

Leandro Barbosa de Pinho, Leandro da Rosa Borges, Jacó Fernando Schneider, Annie Jeanninne Bisso Lacchini

Resumo


O objetivo do estudo foi conhecer a visão da equipe de enfermagem sobre o atendimento à crise psíquica em uma
unidade de emergência de um Pronto-Socorro. Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa que utilizou, como
técnica para coleta de dados, a aplicação de entrevistas semiestruturadas com dois enfermeiros e três técnicos de
enfermagem que trabalhavam na unidade de emergência durante o turno da manhã e tarde. A análise dos dados
foi orientada a partir da análise de conteúdo com formação das seguintes categorias temáticas, que permitiram a
melhor visualização dos resultados: o conceito de crise para a equipe do pronto-socorro e as diferentes expressões
do sofrimento e os recursos terapêuticos para o enfrentamento e a minimização dos encargos da crise. Evidenciou-se
que a equipe de enfermagem costuma justificar as dificuldades de atendimento à crise psíquica pela falta de tempo,
inadequação do espaço físico e despreparo da mesma.

Palavras-chave


Intervenção na crise, Pronto-socorro, Enfermagem

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447