FACILIDADES E DIFICULDADES DA FAMÍLIA NO CUIDADO À CRIANÇA COM PARALISIA CEREBRAL

Meryeli Santos de Araújo Dantas, Jaqueline Fernandes Pontes, Wesley Dantas de Assis, Neusa Collet

Resumo


Pesquisa qualitativa, exploratória, descritiva, que objetivou apreender as facilidades e as dificuldades da família no
cuidado às crianças com paralisia cerebral. Os dados foram coletados com sete famílias, entre março e abril de 2009,
por meio de entrevista semiestruturada. A análise seguiu os princípios da interpretação temática. As dificuldades são
mais evidenciadas que as facilidades e trazem repercussões nas atividades de vida diária. Lidar com convulsões de
difícil controle, espasticidade, alterações de tônus postural, presença de reflexos primitivos implicam na complexidade
em tarefas simples, como alimentação, banho, locomoção, pois as crianças ficam, cada dia, mais dependentes dos
cuidadores. Com o tempo, as dificuldades cedem lugar à rotina e à adaptação à vida diária da criança. Estreitar
relações com a família, melhorando o vínculo e desenvolvendo ações de qualidade e integrais, promovem o bemestar
da família/criança com paralisia cerebral.

Palavras-chave


Paralisia cerebral; Família; Cuidado da criança.

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447