FATORES DE RISCO MATERNOS PARA PREMATURIDADE EM UMA MATERNIDADE PÚBLICA DE IMPERATRIZ-MA

Adriana Carvalho de Almeida, Ana Cristina Pereira de Jesus, Pamylla Fortes Tanikawa Lima, Márcio Flávio Moura de Araújo, Thiago Moura de Araújo

Resumo


Apesar dos avanços da obstetrícia, a prematuridade ainda se configura como um dos grandes problemas de saúde pública, em virtude da morbidade e da mortalidade neonatal que causa. O objetivo deste estudo foi investigar fatores de risco maternos para nascimentos de prematuros em uma maternidade pública de Imperatriz-MA. Um estudo comparativo transversal foi realizado com 116 puérperas, por meio de entrevistas estruturadas.  Os dados coletados foram analisados através do Software Epi-Info, versão 3.5.1. As variáveis que tiveram associação estatisticamente significante com a prematuridade foram: renda mensal inferior a 2 salários mínimos (p=0,046); estresse na gestação (p=0,027); primiparidade (p=0,044); assistência pré-natal ausente ou inadequada (p<0,001); e intercorrências clínicas na gestação (p=0,001). Os resultados apontam que os fatores de risco maternos implicados na prematuridade estão relacionados, sobretudo, com hábitos de vida, assistência pré-natal e condições socioeconômicas e clínicas.

 


Palavras-chave


Fatores de risco; Nascimento prematuro; Saúde da mulher

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447