Conhecimento, aceitabilidade e uso do método Billings de planejamento familiar natural

Nelson Shozo Uchimura, Taqueco Teruya Uchimura, Livia Maria Martins Almeida, Danilo Marco Perego, Liza Yurie Teruya Uchimura

Resumo


Estudo observacional, quantitativo analítico que objetivou verificar o conhecimento, a aceitabilidade e o uso do
planejamento familiar natural (PFN) pelos pacientes em um hospital universitário no período de julho a novembro
de 2008. Os dados foram coletados utilizando questionário estruturado e analisados através dos Programas
Excel e Statistica 8.0. Das 113 mulheres entrevistadas, 70 (62%) aceitavam o método e 1 (0,9%) fazia o uso rotineiro.
A aceitação foi maior entre as que desejavam engravidar no futuro quando comparadas aquelas que não desejavam
engravidar. A aceitabilidade foi estatisticamente significativa (p = 0,0147) entre as 28 (80%) não usuárias de métodos contraceptivos comparadas a 42 (53,8%) com algum método contraceptivo. Fatores como idade, escolaridade, número de filhos vivos e religião não apresentaram associação estatística com a aceitabilidade do PFN. A aceitabilidade do método de ovulação Billings é adequada, porém com pouco uso na prática por falta de informação pelos profissionais da saúde da verdadeira eficácia e aplicabilidade.

Palavras-chave


Familia; saúde da mulher; Planejamento Familiar

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447