A humanização do nascimento: percepção dos profissionais de saúde que atuam na atenção ao parto

TAISA GUIMARAES DE SOUZA, Maria Aparecida Munhoz Gaíva, Priscilla Shirley Siniak dos Anjos Modes

Resumo


Estudo exploratório qualitativo, cujo objetivo foi conhecer a percepção dos profissionais de saúde que atuam na assistência ao parto sobre a humanização do processo de nascimento. Foram entrevistados 17 profissionais da área da saúde que atuavam na atenção ao parto. Os dados foram coletados por entrevistas semi-estruturadas e analisados com a técnica de análise temática. Na análise dos dados emergiram três categorias: o significado da humanização do nascimento; a prática da humanização nos serviços estudados e elementos dificultadores da humanização. Os resultados mostram que a humanização na assistência ao nascimento ainda não é uma prática presente na maioria dos hospitais estudados e que os profissionais não estão preparados para prestar um atendimento humanizado e com qualidade tanto para a mãe quanto para o recém-nascido. Conclui-se que é indispensável que ocorram mudanças no modelo biomédico, essencialmente técnico, para um modelo que valorize os aspectos sociais e culturais da gestação e parto.


Palavras-chave


Parto humanizado; Recém-nascido; Qualidade da assistência à saúde; Humanização da assistência

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447