Capacidade funcional de idosos de uma comunidade rural do Rio Grande do Sul

Ilva Inês Rigo, Lisiane Manganelli Girardi Paskulin, Eliane Pinheiro de Morais

Resumo


Estudo seccional realizado com 34 pessoas idosas de uma comunidade rural do Rio Grande do Sul, em 2008, com  o objetivo de analisar sua capacidade funcional e comparar as variáveis estudadas entre sexos. As variáveis sociais, econômicas, demográficas, relacionadas à saúde/doença, além do Miniexame do Estado Mental (MEEM) e da Escala de Atividades da Vida Diária (AVD) do Older American Resources and Services (OARS), foram coletadas através de inquérito domiciliar. A análise dos dados foi realizada por meio de estatística descritiva. Em relação aos homens, as mulheres tinham melhor escolaridade, participavam menos das atividades comunitárias, tinham escores semelhantes no MEEM, pior percepção de saúde e maior dependência nas AVD. Destacamse as singularidades das pessoas idosas do meio rural e a  necessidade de desenvolver ações que promovam a sua capacidade de adaptação nesse contexto, com o objetivo de minimizar as incapacidades.


Palavras-chave


Saúde do idoso; atividades cotidianas; população rural.

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447