Prevalência e fatores associados à ansiedade, depressão e estresse numa equipe de enfermagem COVID-19

Ana Paula Appel, Ariana Rodrigues da Silva Carvalho, Reginaldo Passoni dos Santos

Resumo


Objetivo: Investigar os níveis de ansiedade, depressão e estresse e seus fatores associados, entre profissionais de enfermagem que compõem a equipe que atua na unidade COVID19 de um Hospital Universitário na região sul-brasileira. Método: Estudo exploratório, descritivo, transversal realizado de maio a julho de 2020. Resultados: Do total de profissionais, 53,8% apresentaram ansiedade; 38,4% depressão; e 40,3%, estresse. Idade, tempo de serviço na profissão, satisfação no trabalho e turno de trabalho apresentaram associação estatisticamente significativa com a depressão, enquanto o contrato de trabalho, tempo de serviço no HU, tempo de serviço na unidade anterior à abertura da unidade COVID-19 e satisfação no trabalho apresentaram associação significativa com o estresse. Conclusões: Os profissionais de enfermagem da equipe COVID-19 apresentam níveis importantes de ansiedade, depressão e estresse, sendo que os fatores associados à depressão e ao estresse foram identificados. Palavras-chave: Ansiedade. Depressão. Estresse ocupacional. Infecções por coronavírus. Fatores de risco.

Palavras-chave


Ansiedade. Depressão. Estresse ocupacional. Infecções por coronavírus. Fatores de risco.

Texto completo:

PORTUGUÊS


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447