Programas educativos baseados no autogerenciamento: uma revisão integrativa.

Luciana da Silva Nascimento, Edvane Birelo Lopes De Domenico, Maria Gaby Rivero de Gutiérrez

Resumo


Objetivou-se identificar as definições e/ou explicações sobre o termo autogerenciamento nos programas educativos que visam este objetivo; descrever seus planos educativos e seus resultados. Revisão integrativa, com 15 artigos publicados (2002 a 2007). Os critérios de inclusão foram: conter o termo autogerenciamento; conter um programa educativo para o autogerenciamento; relacionar-se à área da saúde do adulto. Autogerenciamento significa a melhora ou aquisição de habilidades para solucionar problemas nos âmbitos biológico, social e afetivo. A revisão apontou diferentes metodologias de ensino, porém houve predomínio de métodos tradicionais, com conteúdos conceituais e de natureza fisiopatológica. A  prendizagem foi avaliada como favorável, com advertências quanto à aplicação em diferentes populações e contextos e aumento de custo da intervenção educativa. Concluiu- se que as pesquisas evidenciaram a importância da educação para o autogerenciamento, mas denotaram fragilidade por não relacionarem as demandas biopsicossociais do paciente crônico e por não esclarecerem as metodologias de ensino e avaliação utilizadas detalhadamente.

Palavras-chave


Autocuidado; Educação em saúde; Doença crônica

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447