Enfermagem e “estar com” em um mundo com covid-19: um olhar existencialista

Carolina Giordani da Silva, Maria da Graça Oliveira Crossetti, Maravilla Giménez-Fernández

Resumo


RESUMO
Objetivo: Refletir a enfermagem sob um olhar existencialista, em que o “estar-com” tem se mostrado como o melhor cuidado no mundo com Covid-19.
Método: Estudo teórico reflexivo sobre a enfermagem no contexto de pandemia, sob referencial teórico filosófico existencialista.
Resultados: A enfermagem passa a ser percebida pela sociedade como profissão cujas práticas estão para além das condições clínicas que acometem os indivíduos que convivem com esta pandemia, pois cuidar do outro não é somente imprimir ações técnicas, mas fundamentalmente sensíveis, como “estar com” de forma presente e autêntica.
Considerações finais: A pandemia provocou mudanças na maneira do ser humano relacionar-se no mundo, ocasionando a reflexão sobre seus valores pelas restrições que impôs. Neste cenário, a enfermagem torna-se visível, sendo protagonista nos diferentes espaços de cuidado, pois o foco da sua prática é o cuidado existencial, que se estabelece através das relações em encontros entre seres, possibilitando, assim, o “estar com”.
Palavras-chave: Enfermagem. Existencialismo. Infecções por coronavírus.


Palavras-chave


Enfermagem. Existencialismo. Infecções por coronavírus.

Texto completo:

PORTUGUÊS


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447