A enfermagem e o protagonismo do usuário no CAPS: um estudo na perspectiva construcionista

Hércules Rigoni Bossato, Rosane Mara Pontes de Oliveira, Virginia Faria Damásio Dutra, Cristina Maria Douat Loyola

Resumo


RESUMO
Objetivo: Analisar as ações da equipe de Enfermagem que promovem o protagonismo do usuário no Centro de Reabilitação Psicossocial.
Métodos: Estudo qualitativo, baseado no referencial do Construcionismo. Participaram do estudo 16 membros da equipe de enfermagem em dois serviços de saúde mental da cidade do Rio de Janeiro no período de setembro de 2017 a janeiro de 2018. Os dados coletados nas entrevistas e na observação foram organizados no Software Nvivo e analisados a partir do conteúdo temático.
Resultados: O estudo analisou que o cuidado protagonizador é construído através da comunicação criativa, do trabalho em rede e na percepção de que a equipe de Enfermagem funciona como uma antena.

Considerações finais: A equipe de enfermagem não reduz o usuário às impossibilidades de seu
diagnóstico psiquiátrico, usa da comunicação criativa e construção de redes de apoio no
território. Ela se constitui como uma antena no cuidado na reabilitação psicossocial.
Palavras-chave: Autonomia pessoal. Reabilitação. Enfermagem psiquiátrica.


Palavras-chave


Autonomia pessoal. Reabilitação. Enfermagem psiquiátrica.

Texto completo:

PORTUGUÊS ENGLISH


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447