DOZE SEMANAS DE EXERCÍCIO FÍSICO DOMICILIAR MELHORA A AMPLITUDE DE MOVIMENTO DO OMBRO DE IDOSAS MASTECTOMIZADAS EM TRATAMENTO PARA CÂNCER DE MAMA

Breno Augusto Bormann de Souza Filho, Guilherme Henrique de Lima Matias, Érika Fernandes Tritany, Danielle dos Santos Souza da Silva, William Serrano Smethurst, José Roberto da Silva Júnior, Dalmir Cavalcanti dos Santos, João Guilherme Bezerra Alves

Resumo


Introdução: A realização de exercícios físicos domiciliares é uma
metodologia segura e eficiente. Entretanto, poucos estudos abordam
idosas com câncer de mama mastectomizadas. Objetivo: Verificar
o impacto de 12 semanas de um programa de exercícios físicos
domiciliares na amplitude de movimento do ombro de idosas sobreviventes de câncer de mama em tratamento. Métodos: Ensaio clínico randomizado, com idosas mastectomizadas (n=33), 18 idosas para Grupo Controle e 15 para o Grupo Intervenção, realizado de abril a
novembro de 2015. Foi ofertado ao Grupo Intervenção um manual
de exercícios físicos e DVD previamente desenvolvido. Para o estudo,
foram analisados os dados referentes ao teste “Alcançar as Costas”
da bateria Senior Fitness Test. As idosas foram avaliadas no início
da pesquisa e ao término da 12ª semana. Foi realizada análise estatística
descritiva através do programa estatístico STATA versão 12,
com nível de significância de <0,05. Resultados: Após 12 semanas,
foram observadas melhora significativa da flexibilidade no grupo de
exercícios físicos domiciliares, de acordo com o teste “Alcançar as
Costas” da Senior Fitness Test, medido em centímetros (-7.93 ± 11.54
a 0.533 ± 7.9, p <0,02), e tendência de piora do Grupo Controle (-12.5
± 9.16 a -18.33 ± 9.12, p <0,06). Além disso, alterações referentes
à classificação da flexibilidade das idosas de acordo com a idade
foram observadas com ganhos para o Grupo Intervenção (p<0.01).
Conclusão: A realização de um programa de exercícios físicos domiciliares
parece ser sensível para a melhora da amplitude de movimento
de idosas mastectomizadas em tratamento de hormonioterapia.

 

 


Palavras-chave


Idoso; Terapia por Exercício; Pacientes Domiciliares; Neoplasias da Mama; Amplitude de Movimento Articular.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2316-2171.93259

Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento. ISSN: 1517-2473 (impresso) e 2316-2171 (eletrônico)
Qualis Capes 2019, A3