CONSCIÊNCIA DA FINITUDE E VALORES HUMANOS: UM ESTUDO COM IDOSOS EM INSTITUIÇÕES DE LONGA PERMANÊNCIA

Wanderlanya Cristina Silva de Moura, Paula Marques Lima Pessoa de Aquino, Thiago Antonio Avellar de Aquino

Resumo


O presente estudo teve como objetivo identificar o impacto da consciência da finitude na estrutura valorativa nos idosos. Participaram do estudo 50 idosos residentes de duas Instituições de Longa Permanência para Idosos, sendo a maioria do sexo feminino (72%), com idade média de 76 anos e majoritariamente católicos (80%). Como instrumento de coleta foi utilizado o Questionário de Valores Básicos (QVB), Questionário de Sentido da Vida (QSV), Escala de Atitudes Religiosas (EAR-20), Escala de Percepção Ontológica do Tempo e um questionário sociodemográfico. Os resultados foram discutidos à luz da Logoterapia e Análise Existencial de Viktor Frankl, relacionando a consciência da finitude da vida com a estrutura valorativa, a percepção ontológica do tempo, a atitude religiosa e a percepção da temporalidade na busca e presença de sentido

Palavras-chave


Envelhecimento; Finitude; Valores Humanos; Sentido de Vida

Texto completo:

PDF

Referências


AIRES, Marinês; PAZ, Adriana Aparecida; PEROSA, Cleci Terezinha. O grau de dependência e características de pessoas idosas institucionalizadas. Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano, Passo Fundo, v. 3, n. 2, p.79-91, jul./dez. 2006.

AQUINO, Thiago Antônio Avellar de. Atitudes e intenções de cometer suicídio: seus correlatos existenciais e normativos. 2009. 259f. Tese (Doutorado em Psicologia)- Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa. 2009.

AQUINO, Thiago Antônio Avellar de. Logoterapia e Análise Existencial: uma introdução ao pensamento de Viktor Frankl. 1. ed. São Paulo: Paulus. 2013.

AQUINO, Thiago Antônio Avellar de. A presença ignorada de Deus na obra de Viktor Frankl. 1. ed. São Paulo: Paulus, 2014.

AQUINO, Thiago Antônio Avellar de, et al. Atitude Religiosa e Sentido da Vida:Um Estudo Correlacional. Psicologia: ciência e profissão, Brasília, v.29, n.2, p. 228-243, jun. 2009.

AQUINO, Thiago Antônio Avellar de, et al. Escala de atitudes religiosas, versão Expandida (EAR-20): evidências de validade. Avaliação Psicológica, Itatiba, v.12 n.2. p. 109-119, ago. 2013.

AQUINO, Thiago Antônio Avellar de, et al. Questionário de Sentido de Vida: Evidências de sua Validade Fatorial e Consistência Interna. Psicologia: Ciência e Profissão, Brasília, v.35, n. 1, p. 4-19, jan/mar. 2015.

AQUINO, Thiago Antônio Avellar de, et al. Visões de morte, ansiedade e sentido da vida: um estudo correlacional. Psicologia Argumento, Curitiba, v. 28, n. 63, p. 289-302, out./dez. 2010.

ARAÚJO, Camila da Cruz Ramos de, et al. Influência da idade na percepção de finitude e qualidade de vida. Ciência e saúde coletiva, Rio de Janeiro, v.18, n.9, p. 2497-2505. Set. 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Estatuto do Idoso. 2ª edição. Brasília. 2007.

CAMARANO, Ana Amélia; KANSO, Solange. As instituições de longa permanência para idosos no Brasil. Revista brasileira de Estudos de População, Rio de Janeiro, v. 27, n. 1, p. 233-235. jan./jun. 2010.

CONCENTINO, Jamille Mamed Bonfim; VIANA, Terezinha de Camargo. A velhice e a morte: reflexões sobre o processo de luto. Revista brasileira de geriatria e gerontologia, Rio de Janeiro, v.14, n.3, p. 591-599. 2011.

CAVALCANTI, Alana Diniz. Envelhecimento e institucionalização: uma revisão bibliográfica à luz da promoção da saúde. Revista Kairós Gerontologia, São Paulo, n.4, v.16, p. 159-174, 2013.

DENDENA, Aline, et al. Religiosidade e envelhecimento bem-sucedido. Unoesc & Ciência – ACHS, Joaçaba, v. 2, n. 2, p. 184-196, jul./dez. 2011.

FARIA, Emilianna Siqueira Henrique de. As contribuições do pensamento de Viktor Frankl para a educação. 2006. 84 f. Dissertação (Mestrado em Educação)-Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, 2006.

FIGUEIREDO, Nébia. Maria. Almeida de; TONINI, Teresa. Gerontologia: Atuação da Enfermagem no Processo de Envelhecimento. 2. ed. São Paulo: Yendis, 2006.

FRANKL, Viktor Emil. Em Busca de Sentido: Um Psicólogo no Campo de Concentração. 37 ed., Petrópolis: Vozes; São Leopoldo: Sinodal, 1984.

FRANKL, Viktor Emil. Psicoterapia e sentido da vida. 1.ed, São Paulo: Quadrante. 1989.

FRANKL, Viktor Emil. Psicoterapia para todos: Uma psicoterapia coletiva para contrapor-se à neurose coletiva. vol.1, Petrópolis: Vozes. 1990.

FRANKL, Viktor Emil. A vontade de sentido: fundamentos da logoterapia e aplicações da logoterapia. 1 ed. São Paulo: Paulus, 2011.

FUSTER, Enrique Gracia. El apoyo social en la intervención comunitaria. V. 1, Paidós. Barcelona, 1997.

GIMENEZ, Maria da Glória Gonçalves. A passagem entre a vida e a morte: uma perspectiva psico-espiritual em cuidados paliativos domiciliares. O mundo da saúde. São Paulo, v. 27, n 1, p. 153-158, jan/mar. 2003.

GOUVEIA, Valdiney V. La naturaleza de los valores descriptores del individualismo y del colectivismo: una comparación intra e intercultural.1998. 450f. Tese (Doutorado em Psicologia Social), Universidade Complutense de Madrid, Espanha. 1998.

GOUVEIA, Valdiney V. A natureza motivacional dos valores humanos: Evidências acerca de uma nova tipologia. Estudos de Psicologia. Natal. v.8. n.3, p.431-444, set-dez, 2003.

GOUVEIA, Valdiney V. Toward a functional approach to human values. In: Trabalho apresentado no 9 th European Congress of Psychology, Granada, Spain, 2005.

GOUVEIA, Valdiney V. Teoria funcionalista dos valores humanos: fundamentos, aplicações e perspectivas. 1. ed. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2013.

GOUVEIA, Valdiney V. et al. Escala de bem-estar afetivo no trabalho (JAWS): evidências de validade fatorial e consistência interna. Psicologia: Reflexão e Crítica, Porto Alegre, v. 21, n. 3, p. 464-473, 2008.

GOUVEIA, Valdiney V. et al. Teoria funcionalista dos valores humanos. In: TEIXEIRA, M. L. M. (Ed.). Valores humanos e gestão: novas perspectivas. São Paulo: Senac, p. 47-80, 2008.

GOUVEIA, Valdiney V. et al. Teoria funcionalista dos valores humanos: Aplicações para organizações. Revista de Administração Mackenzie, São Paulo, v. 10, n. 3, mai/jun, 2009.

GUIMARÃES, Iraci Gonçalves; CARNEIRO, Maria Helena Silva. Envelhecimento e finitude – Qual a representação da morte? Estudos interdisciplinares sobre envelhecimento, Porto Alegre, v. 17, n. 1, p. 7-18, 2012.

LUKAS, Elisabeth. Prevenção psicológica: a prevenção de crises e a proteção do mundo interior do ponto de vista da logoterapia. Petrópolis São Leopoldo: Vozes, 1992.

MICANTO, Paula Cristina; FREITAS, Cintia de La Rocha. Qualidade de vida dos idosos residentes em instituições asilares dacidade de Caxias do Sul-RS. Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano. v. 4, n. 1, p.127-138, jan./jun. 2007.

OLIVEIRA, Sandra Carolina Farias de; ARAÚJO, Ludgleydson. Fernades. A finitude na perspectiva de homens idosos: um estudo das representações sociais. Revista Temática Kairós Gerontologia, v.15, n.4, p.66-83. Ago. 2012.

PAPALÉO NETTO, Matheus; CARVALHO FILHO, Eurico Thomaz & SALLES, Renata F. N. Fisiologia do envelhecimento. In: CARVALHO FILHO, Eurico Thomaz & PAPALÉO NETTO, Matheus.(eds.). Geriatria: fundamentos, clínica e terapêutica. 2. ed. São Paulo: Atheneu, 2005. p. 43-62.

REIS, Priscilleyne Ouverney; CEOLIM, Maria Filomena. O significado atribuído a ‘ser idoso’por trabalhadores de instituições de longa permanência. Revista da Escola de Enfermagem USP. v.41, n.1,p. 57-64.2007.

ROKEACH, Milton. The nature of human values. New York, NY: Free Press, 1973.

ROKEACH, Milton. Crenças, atitudes e valores. Editora: Interciência, 1981.

ROS, María. Psicologia social de los valores: una perspectiva histórica. In: ROS, María; GOUVEIA, V. V. (org.). Psicologia social de los valores humanos: desarrollos teóricos, metodológicos y aplicados. Madrid: Biblioteca Nueva, p. 27-51, 2001.

SANTOS, Flávia Heloísa dos; ANDRADE, Vivian Maria; BUENO, Orlando Francisco Amodeo. Envelhecimento um Processo Multifatorial. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 14, n. 1, p. 3-10, jan./mar. 2009.

SCHWARTZ, Shalom H. Universals in the content and structure of values: theoretical advances and empirical tests in 20 countries. In M. Zanna (Org.), Advances in experimental social psychology, 25, p. 1-65, Nova York: Academic Press, 1992.

SILVA, Antônio Itamar da; ALVES, Vicente Paulo. Envelhecimento: Resiliência e Espiritualidade. Diálogos Possíveis. V.6, n.1, p. 189-209, Jan/jun, 2007.

STEGER, Michael F.; FRAZIER, Patricia; OISHI, Shigehiro; KALER, Matthew. The meaning in Life Questionnaire: Assessing the presence of and seach for meaning in life. Journal of Counseling Psychology, v. 53, n. 1, p. 80-93. 2006.

VIONE, Katia Corrêa. As prioridades valorativas mudam com a idade? Testando as hipóteses de rigidez e plasticidade. 2012. 152 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia). Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa. 2012.

ZIMERMAN, Guiti I. Velhice: Aspectos Biopsicossociais. 1.ed. Porto Alegre: Artemed, 2000.




Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento. ISSN: 1517-2473 (impresso) e 2316-2171 (eletrônico)
Qualis Capes 2016, área interdisciplinar: B2