ASSOCIAÇÃO ENTRE ADIPOSIDADE, ÍNDICE DE MASSA CORPORAL, FORLA DE PREENSÃO PALMAR E VELOCIDADE DE MARCHA EM IDOSOS COMUNITÁRIOS

Lunna Hamábilly Teixeira Barbosa dos Santos, Luciana Neri Nobre, Alessandra de Carvalho Bastone, Gabrielle Bemfica Ferreira, Michelle Dullya Alves

Resumo


Esta pesquisa objetivou avaliar a relação entre índice de massa corporal e adiposidade com força de preensão palmar e velocidade de marcha em idosos. É um estudo transversal aninhado em um estudo de intervenção com idosos comunitários assistidos por Unidades Básicas de Saúde no Município de Diamantina/MG. Foram avaliados dados socioeconômicos, antropométricos, de adiposidade, clínicos, bioquímicos, de força de preensão palmar e de velocidade de marcha. Testes de correlação de Pearson ou Spearman e regressão linear foram utilizados na análise dos dados. Foram estudados 49 idosos, com idade média de 77,21 ± 6,24 anos e predomínio de mulheres (69,29%). Valores elevados de adiposidade e índice de massa corporal ocorreram respectivamente em 69,39% e 34,69% dos idosos. A análise de regressão, estratificada por gênero e ajustada por variáveis de controle, indica que os índices de massa corporal e adiposidade não se associaram à força de preensão palmar e à velocidade de marcha dos idosos. No entanto, na análise considerando a amostra geral, a adiposidade influenciou negativamente na força de preensão palmar (para cada aumento de 1% na adiposidade,
há uma redução de 0,226 kg no valor desta variável). Em relação à velocidade de marcha, a cada aumento de um ano de vida há uma
redução de 0,014 m/s no valor desta variável, e o aumento de cada kg na força causa um aumento de 0,0193 m/s na velocidade de marcha. Pode-se concluir que a adiposidade e a idade influenciaram Negativamente na força de preensão palmar dos idosos avaliados, e maior força influenciou positivamente na velocidade de marcha. 


Palavras-chave


Índice de massa corporal; Idosos; Adiposidade, Força de Preensão Palmar. Velocidade de Marcha

Texto completo:

PDF

Referências


BENEDETTI, Tânia Rosane Bertoldo et al. Índices antropométricos relacionados a doenças cardiovasculares e metabólicas em idosos. Revista de Educação Física/UEM, Maringá, v. 23, n. 1, p.123-130, Jan./Mar 2012.

BERTOLUCCI, Paulo Henrique Ferreira et al. O mini-exame do estado mental em uma população geral: impacto da escolaridade. Arquivos de Neuro-psiquiatria, São Paulo, v. 52, n. 1, p.1-7, Mar. 1994.

BOUCHARD, Danielle Rose et al. Dynapenic-Obesity and Physical Function in Older Adults. The journals of gerontology. Series A, Biological sciences and medical sciences, United States, v. 65, n.1, p.71-77, Nov 2010.

BRASIL, Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. Informe Brasil para a III conferência regional intergovernamental sobre envelhecimento na América Latina e Caribe, 2012, 49p.

BRITO, Francisco Carlos de et al. Conceitos básicos. In: BRITO, Francisco Carlos de; LITVOC, Julio. Envelhecimento: Prevenção e promoção de saúde. São Paulo: Atheneu, 2004, p.1-16.

BRUCKI, Sonia Maria Dozi et al. Sugestões para o uso do mini-exame do estado mental no Brasil. Arquivos de Neuro-Psiquiatria, São Paulo, v. 61, n.3B, p.777-781, Sept. 2003.

CESARI, Mateo et al. Skeletal muscle and mortality results from the In CHIANTI Study. The journals of gerontology. Series A, Biological sciences and medical sciences, United States, v. 64A, n. 3, p.377-84. Mar 2009.

CLARK, Brian Christian et al. Functional consequences of sarcopenia and dynapenia in the elderly. Current opinion in clinical nutrition and nutrition and metabolic care, England, v. 13, n. 3, p.271-6. May 2010.

CLARK, Brian Christian et al. What is dynapenia? Nutrition, United States, v. 28, n. 5, p.495-503. May 2012.

CORDEIRO, Renata Cereda et al. Fatores associados ao equilíbrio funcional e à mobilidade em idosos diabéticos ambulatoriais. Arquivos Brasileiros de Endocrinolologia & Metabologia, São Paulo, v. 53, n. 7, p. 834-843, Oct. 2009.

CRUZ-JENTOFT, Alfonso et al. Sarcopenia: European consensus on definition and diagnosis Report of the European Working Group on Sarcopenia in Older People. Age and Ageing. England, v. 39, n. 4, p. 412-423, Apr. 2010.

DA SILVA ALEXANDRE, Teixeira et al. Sarcopenia according to the european working group on sarcopenia in older people (EWGSOP) versus Dynapenia as a risk factor for disability in the elderly. The journal of nutrition, health & aging, v.18, n.5, p. 547-53, May, 2014.

GOODPASTER, Bret H et al. Effects of physical activity on strength and skeletal muscle fat infiltration in older adults: a randomized controlled trial. Journal of applied physiology (Bethesda, Md.:1985), United States, v.105, n. 5, p.1498-503. Sep 2008.

INOUYE, Keika et al. "Octogenários e cuidadores: perfil sócio-demográfico e correlação da variável qualidade de vida", in Texto & contexto – Enfermagem, Florianópolis, v. 17, n. 2, Apr/June, 2008.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA ESTATÍSTICA – IBGE. Esperança de vida ao nascer. 2010a. Disponível em: . Acesso em: 26 mai. 2015.

JACOB-FILHO, Wilson et al. Geriatria e gerontologia básicas. 1. ed. Elsevier, 512, 2012.

JELLIFE, Derrick Brian, Evaluacion del estado d nutrición de la comunidade; com especial referencia a las regiones en desarrollo. Ginebra: Org. Mundial de la Salud. 1968. OMS – série de monografias, 53.

LECHLEITNER, Monika. Obesity and the metabolic syndrome in the elderly – a mini-review. Gerontology, Austria, 2008; v.54, n.5, p.253-259, October 2008.

LOHMAN, Timothy G et al. Anthropometric standardization reference manual. 2 ed Champaign, III. Illinois: Human Kinetics Books; 184,1991.

MOREIRA, Bruno de Souza et al. The relationship between diabetes mellitus, geriatric syndromes, physical function, and gait: A review of the literature. Current Diabetes Reviews, Scotland, v. 12, n.3, p 240-51, August 2016.

Organización Panamericana de la Salud/oficina sanitaria panamericana, la oficina regional Del Organización mundial de la salud. Anales da 36ª Reunión del Comité Asesor de Investigaciones en salud. Encuesta multicentrica: salud, bien estar y envejecimiento (SABE) en América Latina y el Caribe; mayo 2001. Washington (DC): Wold Health Organization.

PIMENTEL, Ítalo Rossy Sousa et al. Caracterização da demanda em uma Unidade de Saúde da Família. Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade. Rio de Janeiro, v.6, n. 20, p.175-81, Jul-Set. 2011.

SÁNCHEZ-VIVEROS, Susana et al. Association between diabetes mellitus and hypertension with anthropometric indicators in older adults: results of the mexican health survey. The journal of nutrition health & aging. France, v.12, n. 5, p.327-33. May 2008.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES (SBD). Diretrizes da sociedade brasileira de diabetes 2014-2015/SBD; [organização Jose Egídio de Oliveira, Sergio Vencio] São Paulo: AC Farmacêutica, 2015.

STENHOLM, Sari et al. Association between Obesity History and Hand Grip Strength in Older Adults - Exploring the Roles of Inflammation and Insulin Resistance as Mediating Factors. The journals of gerontology. Series A, Biological sciences and medical sciences, United States, v. 66A, n. 3, p. 341-348, Mar. 2011.

TSENG, Lisa et al. Body composition explains sex differential in physical performance among older adults. The journals of gerontology. Series A, Biological sciences and medical sciences, United States, v. 69, n. 1, p.93-100. Jan. 2014.

VASCONCELOS, Karina Simone de Souza et al. Handgrip Strength Cutoff Points To Identify Mobility Limitation In Community-Dwelling Older People And Associated Factors. The journal of nutrition, health & aging. France, v. 20, n. 3, p. 306-3015, March. 2016.

VASQUES, Ana Carolina Junqueira et al. Análise crítica do uso dos índices do Homeostasis Model Assessment (HOMA) na avaliação da resistência à insulina e capacidade funcional das células-b pancreáticas. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. São Paulo, v. 52, n.1, p.32-39, Feb. 2008.

VIANA, Joana Ude et al. Influência dos indicadores de sarcopenia e funcionalidade no perfil de fragilidade em idosos comunitários – um estudo transversal. Brazilian Journal of Physical Therapy, São Carlos, v.17, n.4, p.373-381, July/Aug. 2013.

VISSER, Marjolein et al. Skeletal muscle mass and muscle strength in relation to lower-extremity performance in older men and women. Journal American Geriatrics Society, United States v. 48, n.4, p.381-386, April 2000.




Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento. ISSN: 1517-2473 (impresso) e 2316-2171 (eletrônico)
Qualis Capes 2016, área interdisciplinar: B2