Motivos e vantagens associados ao exercício da docência em Universidades da Terceira Idade

Meire Cachioni, Anita Liberalesso Neri

Resumo


Resumo: É importante que as universidades se envolvam sistematicamente na formação de especialistas para responder às demandas de ensino, administração, pesquisa e extensão decorrentes da crescente presença de adultos maduros e idosos nas Universidades da Terceira Idade. Pesquisar as características dos atuais professores ajuda no planejamento de ações para o aprimoramento de sua formação. Estudamos 102 docentes de sete Universidades da Terceira Idade visando a verificar suas motivações profissional e pessoal para trabalhar com idosos. Os programas eram os mais representativos de um universo previamente categorizado em seis modelos educacionais: (1) Núcleo de Estudos da Terceira Idade da Universidade Federal de Santa Catarina; (2) Núcleo Integrado de Estudos e Apoio à Terceira Idade da Universidade Federal de Santa Maria; (3) Universidade da Terceira Idade da Pontifícia Universidade Católica de Campinas; U3I da Universidade Metodista de Piracicaba; (4) Centro Regional de Estudos e Atividades para a Terceira Idade da Universidade de Passo Fundo; (5) Universidade Aberta da Terceira Idade da Universidade Estadual do Rio de Janeiro; (6) UnATI da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo. O instrumento foi um questionário sobre motivos para ser docente no programa e ganhos pessoais e profissionais derivados. Análises dos dados revelaram que os motivos são ganhos pessoais e profissionais, ideológicos, financeiros, e convite. Os docentes sentem-se beneficiados pessoal e profissionalmente pelo trabalho com idosos. A docência a idosos proporciona-lhes trocas pessoais e culturais significativas. Os programas parecem ser locus propício para a reflexão acerca do próprio envelhecimento.

Palavras-chave: Universidades da Terceira Idade. Professores: educação. Motivação (Psicologia).


Abstract: It is important that the universities systematically get involved with the formation of specialists to answer for the demands in the education, administration, research, and extension that occur from the increasing presence of mature adults and elderly people in the Universities for the Old Age. Making researches about the characteristics of the current teachers is a contribution for the planning of actions aiming at the improvement of their formation. We carried through a study with 102 professors from 7 Universities of the Old Age aiming at the verification of aspects of their professional and personal motivation on working with elderly people. The selected programs were the most representative among those belonging to an universe previously categorized in six educational models according to their objectives, procedures, and ideology of the old age and the education for elderly people: NETI/UFSC; NIEATI/UFSM; U3I/PUCCAMP; CREATI UNI3/UPF; UnATI/UERJ, U3I/UNIMEP e UnATI/USP-ESALQ. The instrument was a questionary about the reasons of being a professor in the program, and personal and professional achievements derivating from that. The analysis of the data revealed that the teachers feel motivated, and personally and professionally benefited by working with elderly people. Teaching elderly people provides them significant personal and cultural changes. These programs seem to be a proper locus for reflections on the well-succeeded aging.

Keywords: Universities of the old age. Teachers: education. Motivation (Psychology).

Palavras-chave


Universidades da Terceira Idade. Professores: educação. Motivação (Psicologia). Universities of the old age. Teachers: education. Motivation (Psychology).

Texto completo:

PDF


Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento. ISSN: 1517-2473 (impresso) e 2316-2171 (eletrônico)
Qualis Capes 2016, área interdisciplinar: B2