A PESSOA IDOSA E O MERCADO DE TRABALHO: UMA ANÁLISE A PARTIR DA PED 2014 DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE

Adriana Aparecida Bhering Fialho, Simone Caldas Tavares Mafra, Emília da Silva Pio, Ambrozina de Abreu Pereira Silva, Sharinna Zanuncio Venturim Zanuncio

Resumo


O processo de envelhecimento populacional no Brasil tem ocorrido de
forma rápida impactando diretamente na composição da População
Economicamente Ativa. Assim, objetivou-se, no presente estudo,
compreender o panorama geral do mercado de trabalho da pessoa
idosa na região metropolitana de Belo Horizonte, analisando de forma
comparativa os principais fatores que influenciam estes sujeitos a
permanecerem ou a retornarem a esse meio, considerando para tal,
os grupos de pessoas idosas ocupadas e inativas, de acordo com
a Pesquisa de Emprego e Desemprego. Para isso, fez-se uso de
dados secundários da base de Pesquisa de Emprego e Desemprego,
desenvolvida pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos
Socioeconômicos, os quais foram analisados utilizando-se o SPSS,
por meio da análise exploratória e teste t de médias. Foi possível
constatar que as pessoas idosas consideradas como ocupadas,
em sua maioria estão alocadas no setor privado, são empregadas
e em ocupações de baixo nível de profissionalização. Contudo,
verificou-se que a permanência da pessoa idosa no mercado de
trabalho, pode demonstrar ineficiência dos proventos dos sistemas
de aposentadoria ou pensão, fazendo com que estes sujeitos optem
por manter-se no mercado de trabalho a fim de aumentar não só
a sua renda, como também a de sua família. Entretanto, há que se
considerar esta situação também, como sendo de caráter positivo,
uma vez que a pessoa idosa se mantém produtiva e socialmente
envolvida com o trabalho por mais tempo.


Palavras-chave


IDOSO; MERCADO DE TRABALHO; FORÇA DE TRABALHO; RENDA DO IDOSO

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, E. A. de et al . Comparação da Qualidade de Vida entre Idosos que Participam e Idosos que não Participam de Grupos de Convivência na Cidade de Itabira-MG. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., Rio de Janeiro, v. 13, n. 3, 2010. Disponível em: . Acesso em: 03 dez. 2014.

BELTRÃO, K. I. ; CAMARANO, A. A.; KANSO, S. Dinâmica populacional brasileira na virada do século XX. Rio de Janeiro: IPEA, ago. 2004 (texto para discussão, 1.034). Disponível em: . Acesso em: 28 ago. 2014.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Caderno de Atenção Básica – Idosos. Brasília, 2004. Disponível em:< http://portal.saúde.gov.br/arquivos/pdf/ caderno_do_idoso_2007.pdf>. Acesso em: 17 out. 2014.

CAMARANO, A. A. Mulher idosa: suporte familiar ou agente de mudança? Estudos Avançados, São Paulo, v. 17, n. 49, p. 35-63, Dez. 2003. Disponível em: . Acesso em 17 jul. 2015.

¬¬______. Envelhecimento da população brasileira: uma contribuição demográfica. Rio de Janeiro: IPEA, 2002,31p.

¬¬______. O idoso brasileiro no mercado de trabalho. Rio de Janeiro: IPEA, out. 2001 (texto para discussão, nº 830).

CAMARANO, A. A; KANSO, S; MELLO, J. L. Como vive o idoso Brasileiro? In: CAMARANO. A. A. (Org.). Os novos idosos brasileiros: muito além dos 60? Rio de Janeiro: Ipea, 2004, p.25-73.

CAMARANO, A.; PASINATO, M. T. Introdução. In: CAMARANO. A. A. (Org.). Os novos idosos brasileiros: muito além dos 60? Rio de Janeiro: Ipea, 2004, p.1-22.

DAMASCENO, F. S.; CUNHA, M. S. Determinantes da participação do idoso no mercado de trabalho brasileiro. Teoria e Evidência Econômica - Ano 17, n. 36, p. 98-125, jan./jun. 2011. Disponível em: Acesso em: 08 dez. 2014.

DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS (DIEESE). Sistema PED – Pesquisa de Emprego e Desemprego. Disponível em: . Acesso em: 27 nov. 2014a.

______. Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) – apresentação da base de dados 2013. Disponível em: . Acesso em: 20 out. 2014b.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Em 2013, esperança de vida ao nascer era de 74,9 anos (notícias). Comunicação social: 1º de dezembro de 2014. Disponível em: . Acesso em: 25 nov. 2014.

FERNANDEZ, J. C e MENEZES, W. F. O Idoso no Mercado de Trabalho: Uma Análise a Partir da Região Metropolitana de Salvador. Revista Econômica do Nordeste, Fortaleza, v. 32, n. 1 p.52-67, jan.-mar. 2001. Disponível em: . Acesso em: 18 out. 2014.

FERNANDES, M. G. M; SANTOS, S. R. Políticas públicas e direitos do idoso: desafios da agenda social do brasil contemporâneo. Achegas.net – Revista de Ciência Política, número 34 - março/abril 2007, editores Aluizio Alves Filho e Leonardo Petronilha. Disponível em: . Acesso: 4 dez. 2014.

FURTADO, A. (2005). A participação do idoso no mercado de trabalho brasileiro.

Consultoria Legislativa da Câmara dos Deputados.

HAIR, J. F., BABIN, B., MONEY, A. H. E SAMUEL, P. Fundamentos de métodos de pesquisa em administração. Porto Alegre: Bookman, 2005.

MOREIRA, M. M. S. Trabalho, qualidade de vida e envelhecimento. Dissertação (mestrado). Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública, 2000. Disponível em: . Acesso em: 18 nov. 2014.

NASRI, F. O envelhecimento populacional no Brasil. Einstein. V.6, Supl.1, 2008, p.4-

PEREIRA, J. R. et al. Contribuição dos domínios físico, social, psicológico e ambiental para a qualidade de vida global de idosos. Revista Psiquiatria RS, jan/abr. 2006; 28(1):27-38. Disponível em: . Acesso em: 03 dez. 2014.

PÉREZ, E. R; WAJNMAN, S; OLIVEIRA, A.M.H. de. Análise dos determinantes da participação no mercado de trabalho dos idosos em São Paulo. Rev. Bras. Est. Pop., São Paulo, v. 23, n. 2, p. 269-286, jul./dez. 2006. Disponível em: . Acesso em: 25 de nov. 2014.

QUEIROZ, V.S. et al. A inserção do idoso no mercado de trabalho: evidências a partir da duração do desemprego no Brasil. Disponível em: . Acesso em: 19 out. 2014.

ROGATTO, G. P.; GOBBI, S. Efeitos da atividade física regular sobre parâmetros antropométricos e funcionais de mulheres jovens e idosas. Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano, vol. 3, nº 1 – p. 63-69 – 2001.

SILVA, R. D. M da. O trabalho da pessoa idosa e a sua relação com o sofrimento e o prazer: um estudo qualitativo realizado numa empresa privada. 1999, 84 f. Dissertação (mestrado). Universidade Federal de Santa Catarina-UFSC, Florianópolis. Disponível em: . Acesso em: 20 out. 2014.

SILVA SÁ, C. M. et al. O idoso no mundo do trabalho: configurações atuais. Cogitare Enferm. 2011 Jul/Set; 16(3): 536-42.

TAVARES, V. O. A aposentadoria do idoso do meio rural: implicações na administração dos recursos familiares e na qualidade de vida. 2011. 119f. Dissertação (mestrado). Universidade Federal de Viçosa-UFV, Viçosa, MG.

WAJNMAN, S. O. Os idosos no mercado de trabalho: tendências e consequências. In: CAMARANO AA. Os Novos idosos brasileiros: muito além dos 60. Rio de Janeiro: IPEA, 2004, p. 453-479.

VANZELLA, E.; NETO, E. A. L.; SILVA, C. C. A Terceira Idade e o Mercado de Trabalho. Revista Brasileira de Ciências da Saúde, vol.14, nº 4, p. 97-100, 2011.




Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento. ISSN: 1517-2473 (impresso) e 2316-2171 (eletrônico)
Qualis Capes 2016, área interdisciplinar: B2