PERCEPÇÃO DOS CUIDADORES FRENTE ÀS DIFICULDADES ENCONTRADAS NO CUIDADO DIÁRIO DE IDOSOS DEPENDENTES INSTITUCIONALIZADOS

Pâmela Billig Mello, Aline Martinelli Piccinini, Patrícia Viana Rosa, Luis Henrique Telles Rosa, Solange Billig Garcês

Resumo


A saúde do idoso depende muito dos cuidados, pois a velhice torna as pessoas mais vulneráveis e sujeitas à necessidade de auxílio. O objetivo deste estudo foi verificar a percepção dos cuidadores frente às dificuldades encontradas no cuidado diário de idosos dependentes institucionalizados. O estudo foi realizado no Asilo Santo Antônio, uma Instituição filantrópica, dirigida pela Conferência dos Vicentinos e administrada internamente por religiosas da Ordem das Irmãs Franciscanas Missionárias de Maria Auxiliadora. A amostra foi constituída por sete cuidadores de idosos da instituição. Os instrumentos utilizados foram: um formulário de identificação do cuidador e uma entrevista semi-estruturada com cuidador, constituída por questões abertas buscando verificar o que o cuidador pensa sobre o idoso e sobre o envelhecimento, bem como a forma como atua frente às dificuldades de cuidado do idoso dependente institucionalizado. As informações foram gravadas e posteriormente transcritas. Para a análise das informações qualitativas utilizou-se a técnica da análise de conteúdo de Bardin (1979) sendo realizada primeiramente uma leitura global das entrevistas e depois a interpretação com base na discussão teórica. As respostas indicam que os cuidadores têm uma visão do seu cuidado com os idosos como sendo algo definido pela experiência, e não como um processo de trabalho e aperfeiçoamento. Com relação à concepção de envelhecimento referida pelos cuidadores, se percebe que está relacionada a uma relação com aspectos negativos da velhice. As percepções dos cuidadores descrevem o idoso como um ser dependente, principalmente devido o seu vínculo com a institucionalização. Os relatos apontam, ainda, a uma imagem de infantilização do envelhecimento, fortalecendo a idéia de dependência. Verificou-se, também, que os cuidadores não relatam pensar sobre a sua velhice. Ao final, o estudo indica que as concepções dos cuidadores entrevistados sobre o idoso e o processo do envelhecimento são identificadas principalmente por dependência do idoso e o cuidado definido pela experiência de vida de cada cuidador.

Palavras-chave


Envelhecimento; Concepção; Experiência; Institucionalização; Dependência

Texto completo:

PDF


Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento. ISSN: 1517-2473 (impresso) e 2316-2171 (eletrônico)
Qualis Capes 2016, área interdisciplinar: B2