ACESSIBILIDADE E INCLUSÃO SOCIAL DE IDOSOS DEPENDENTES SOB O OLHAR DO CUIDADOR FAMILIAR

Thaís Botelho da Silva, Jorge Luiz de Andrade Trindade, Simone Glimm

Resumo


Esta pesquisa compreende um estudo observacional descritivo de abordagem qualitativa. Seu principal objetivo é descrever a acessibilidade e a inclusão social de idosos dependentes de uma comunidade de Porto Alegre, RS, a partir da visão de seus cuidadores familiares. Por meio do mapeamento de usuários de uma Unidade de Saúde da Família, foram identificados sete idosos com alterações neurofuncionais e seus cuidadores responderam a três instrumentos: questionário com questões demográficas e socioeconômicas; Medida de Independência Funcional (MIF); e uma entrevista semiestruturada
baseada no modelo biopsicossocial de incapacidade. Foi feita a análise de conteúdo das entrevistas e do discurso organizado nas seguintes categorias: sair de casa, transporte, ambiente público e doméstico, relações sociais e direitos. Os resultados apontaram que os cuidadores familiares eram do sexo feminino, com idade entre 18 e 66 anos e que os idosos possuíam faixa de renda abaixo da média regional. Quanto à funcionalidade, a maioria não apresentou grau de dependência funcional muito elevado, necessitando de médio auxílio nas atividades avaliadas. Os dados mostraram a dificuldade de acesso e a presença de barreiras arquitetônicas e de comunicação, como o preconceito e a discriminação. É necessário, portanto, que medidas sejam tomadas pelo Estado e pela sociedade para que assumam o compromisso de incluir todos os cidadãos, independentemente de suas características individuais.

 


Palavras-chave


Saúde do Idoso; Cuidador; Estruturas de Acesso.

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, Fabienne Louise Juvêncio dos Santos et al. Fatores associados com a dificuldade no acesso de idosos com deficiência aos serviços de saúde. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 17, n. 11, nov. 2012. Disponível em: . Acesso em: 8 jun. 2014.

ARAÚJO, Carolina Dutra de; CÂNDIDO, Débora Regina Campos; LEITE, Márvio Fonseca. Espaços públicos de lazer: um olhar sobre a acessibilidade para portadores de necessidades especiais. Licere, Belo Horizonte, v.12, n.4, dez./2009. Disponível em: . Acesso em: 23 out. 2013.

BRASIL. Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 8 out. 2013.

______. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Cadernos de Atenção Básica, n 19: Envelhecimento e saúde da pessoa idosa. Brasília, 2006. Disponível em: . Acesso em: 8 out. 2013.

_____. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Atenção à saúde da pessoa com deficiência no Sistema Único de Saúde – SUS. Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. 1 ed. 1 reimp. Brasília: MS, 2010. Disponível em: Acesso em: 21 nov. 2013.

CALDAS, Célia Pereira. Envelhecimento com dependência: responsabilidades e demandas na família. Rio de Janeiro. Cadernos de Saúde Pública, v. 19, n. 3, p. 733-781, jun 2003. Disponível em: Acesso em: 15 set. 2013.

CARTAXO, Hemíia Gabrielly de Oliveira et al. Vivência dos cuidadores familiares de idosos dependentes: revelando estratégias para o enfrentamento do cotidiano. Estududos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento, Porto Alegre, v. 17, n.1, p. 59-74, 2012. Disponível em: . Acesso em: 29 jun. 2014.

COHEN, Regina; DUARTE, Cristiane Rose. Ações inclusivas de sucesso. In: III SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOCIEDADE INCLUSIVA PUC MINAS Ações inclusivas de suecsso. Anais..., Belo Horizonte, 2004. Disponível em: Acesso em: 23 out. 2013.

DATASUS 2007. Disponível em: . Acesso em: 08 out. 2013.

DINIZ, Débora; BARBOSA, Lívia; SANTOS, Wederson Rufino dos. Deficiência, direitos humanos e justiça. Sur Revista Internacional de Direitos Humanos, São Paulo, v. 6, n. 11, p. 64-77, dez. 2009.

GIACOMIN, Karla Cristina; UCHOA, Elizabeth; LIMA-COSTA, Maria Fernanda. Projeto Bambuí: a experiência do cuidado domiciliário por esposas de idosos dependentes. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, 2005; 21(5):1509-18. Disponível em: Acesso em: 15 set. 2013.

GIRONDI, Juliana Balbinot Reis; SANTOS, Silvia Maria Azevedo dos. Deficiência física em idosos e acessibilidade na atenção básica em saúde: revisão integrativa da literatura. Revista Gaúcha de Enfermagem, Porto Alegre, v. 32, n. 2, p. 378-384, 2011. Disponível em: . Acesso em: 29 jun. 2014.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. IBGE. PNAD. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio, Rio de Janeiro, 2007.

KARSCH, Úrsula Margarida. Idosos dependentes: famílias e cuidadores. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, 2003, v.19, n.3, p. 861-866. Disponível em: Acesso em: 08 out. 2013.

LIMA-COSTA, Maria Fernanda et al. Desigualdade social e saúde entre idosos brasileiros: um estudo baseado na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, 2003;19(3):745–57. Disponível em: Acesso em: 15 set. 2013.

MACIEL, Maria Regina Cazzaniga. Portadores de deficiência: a questão da inclusão social. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, 2000; 14 (2); p. 51-56. Disponível em: . Acesso em: 15 out. 2013.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (Org.); DESLANDES, SF; GOMES, R. Pesquisa social, teoria método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2007.

OLIVEIRA, Maria Marly de. Como fazer pesquisa qualitativa. Petrópolis: Vozes, 2007.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE. Rumo a uma linguagem comum para funcionalidade, incapacidade e saúde: CIF. Organização Mundial de Saúde, Genebra, 2002.

RIBERTO, Marcelo, et al. Validação da versão brasileira da Medida de Independência Funcional. Acta Fisiátrica, São Paulo, 2004; 11:72-6. Disponível em: Acesso em: 15 set. 2013.

RICCI, Natalia Aquaroni; KUBOTA, Maristela Tiemi; CORDEIRO, Renata Cereda. Concordância de observações sobre a capacidade funcional de idosos em assistência domiciliar. Revista de Saúde Pública, São Paulo, 2005; 39(5):655-662. Disponível em: . Acesso em: 15 set. 2013.

RICCI, Natalia Aquaroni et al. Evolução da independência funcional de idosos atendidos em programa de assistência domiciliária pela óptica do cuidador. Acta Fisiátrica, São Paulo, 2006; 13(1):26-31. Disponível em: . Acesso em: 13 nov. 2013.

RIO GRANDE DO SUL. Secretaria Estadual da Saúde. Centro Estadual de Vigilância em Saúde. Rede estadual de análise e divulgação de indicadores para a saúde. A saúde da população do estado do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: CEVS, 2006.

TRELHA, Celita Salmaso et al. Capacidade funcional de idosos restritos ao domicílio, do conjunto Ruy Virmond Carnascialli, Semina: Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina/PR, v. 26, n. 1, p. 37-46, 2005. Disponível em: Acesso em: 15 set. 2013.




Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento. ISSN: 1517-2473 (impresso) e 2316-2171 (eletrônico)
Qualis Capes 2016, área interdisciplinar: B2