A HOSPITALIZAÇÃO EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA NA VOZ DE IDOSOS E FAMILIARES

Marinês Tambara Leite, Vanessa Fátima Schons, Luiz Anildo Anacleto da Silva, Luis Antonio Muller, Camila Pinno, Leila Mariza Hildebrandt

Resumo


Este estudo objetivou compreender as vivências do processo de hospitalização em uma unidade de terapia intensiva na voz de idosos e seus familiares. É uma pesquisa descritiva com abordagem qualitativa realizada em um hospital público do Rio Grande do Sul, do qual participaram seis idosos e oito familiares. A análise seguiu os passos da análise de conteúdo. A partir das informações, foi possível construir duas categorias: unidade de terapia intensiva como espaço desconhecido e necessário para manter a vida, e orientações da equipe de saúde que contribuam para enfrentar a internação em unidade de terapia intensiva. Entende-se que discutir os aspectos relativos à hospitalização de idosos contribui para qualificar a assistência de enfermagem nesse espaço, isto pelas dificuldades enfrentadas para assistir de forma integral essa população, necessitando de abordagem própria e que ultrapasse o campo individual e curativo. Também, destaca-se que, no cuidado ao idoso hospitalizado em unidade de terapia intensiva, devem ser incluídas as necessidades da família uma vez que ela precisa de informações claras sobre as condições clínicas de seu familiar, além de apoio para o enfrentamento das dificuldades decorrentes da hospitalização.


Palavras-chave


Unidade de Terapia Intensiva; Hospitalização; idoso; Família; Cuidados de Enfermagem;

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Andreza Santos et al. Sentimentos dos familiares em relação ao paciente internado na unidade de terapia intensiva. Revista Brasileira de Enfermagem, Rio de Janeiro, v. 62, n. 6, p. 844-9, nov-dez. 2009.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2009.

BRASIL. Conselho Nacional de Saúde. Resolução Nº 466 de 12 de dezembro de 2012. Diretrizes e Normas Regulamentadoras de Pesquisas Envolvendo Seres Humanos, 2012.

CHEREGATTI, Aline Laurenti; AMORIN, Carolina Padrão. Enfermagem em unidade de terapia intensiva. São Paulo: Martinari, 2010.

COMASSETTO, Isabel; ENDERS, Bertha Cruz. Fenômeno vivido por familiares de pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva. Revista Gaúcha Enferm, Porto Alegre, v. 30, n. 1, p. 46-53, mar. 2009.

FONTANELLA, Bruno José Barsellos; RICAS, Janete; TURATO, Egberto Ribeiro. Amostragem por saturação em pesquisas qualitativas em saúde: contribuições teóricas. Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 24, n.1, p. 17-27, jan. 2008.

FURUYA, Rejane Kiyomi et al. A integralidade e suas interfaces no cuidado ao idoso em unidade de terapia intensiva. Revista Enfermagem UERJ, Rio de Janeiro, v. 19, n. 1, p. 158-62, jan-mar. 2011.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Demográfico de 2010. Disponível em: http://www.ibge.gov.br>. Acesso em: 22 de abril de 2013.

MOLINA, Rosemeire Cristina Moretto et al. A percepção da família sobre sua presença em uma unidade de terapia intensiva pediátrica e neonatal. Revista Escola Enfermagem USP, São Paulo, v. 43, n.3, p. 630-8, set. 2009.

PROENÇA, Michele de Oliveira; DELL AGNOLO, Cátia Millene. Internação em Unidade de Terapia Intensiva: percepção de pacientes. Revista Gaúcha Enfermagem, Porto Alegre, v. 32, n. 2, p. 279-86, jun. 2011.

RESNICK, Barbara. O paciente idoso criticamente doente. In MORTON, Patricia Gonce; FONTAINE, Dorrie K. Cuidados críticos de enfermagem: uma abordagem holística. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011. p. 156-180.

SILVA, Maria Virginia Godoy da; OLIVEIRA, Avany Maura Gonçalves. Plantão de enfermagem: o cotidiano da assistência de enfermagem numa unidade hospitalar. Rio de Janeiro: Nogueira, 2009.

SILVA, Luzia Wilma Santana; SANTOS, Flávia Farias; SOUZA, Deusélia Moreira de. Sentimentos da família diante do enfrentamento do viver-morrer do membro familiar na UTI. Revista Enfermagem UFSM, Santa Maria, v.1, n.3, p.420-30, set-dez. 2011.

ZINN, Gabriela Rodrigues; GUTIERREZ, Beatriz Aparecida Ozello. Processo de envelhecimento e sua relação com a morte: percepção do idoso hospitalizado em unidade de cuidados semi-intensivos. Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento, Porto Alegre, v. 13, n. 1, p. 79-93, jun. 2008.




Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento. ISSN: 1517-2473 (impresso) e 2316-2171 (eletrônico)
Qualis Capes 2016, área interdisciplinar: B2