PAPEL DO FISIOTERAPEUTA NA UNIVERSIDADE ABERTA DA TERCEIRA IDADE DE SÃO CARLOS

Paula Costa Castro

Resumo


Programas de atenção ao idoso estão sendo implantados, por iniciativas públicas e/ou privadas, para assistir e promover o envelhecimento saudável. Entre esses programas, destaca-se o movimento das Universidades da Terceira Idade, que visa promover atenção à saúde, melhora da qualidade de vida e educação permanente. O objetivo desse estudo foi discutir o papel do fisioterapeuta no contexto dessas universidades e o treinamento físico de idosos em um trabalho transdisciplinar na Universidade Aberta da Terceira Idade de São Carlos (UATI). O trabalho do fisioterapeuta, nesse ambiente, vem sendo valorizado após uma mudança do foco de atendimento, visando à prevenção, manutenção e melhoria das condições físicas de idosos. Os resultados de um estudo piloto levaram ao desenvolvimento de um programa de fisioterapia em grupo para atender às necessidades relatadas na UATI São Carlos. Essa experiência é descrita e comentada em face dos benefícios na qualidade de vida relatada e representa não só uma alternativa para a atenção ao idoso, mas também uma opção viável de intervenção para os profissionais. As interações entre a natureza público-privada desse programa híbrido também foram discutidas, com vistas à inclusão, acessibilidade e comparação com outro programa público.


Palavras-chave


Universidade Sênior; Idosos; Saúde Coletiva; Fisioterapia

Texto completo:

PDF

Referências


ACIOLE, Giovanni Gurgel. A Saúde no Brasil: cartografias do público e do privado. Campinas: Hucitec, 2006.

ALLISON, Leslie; FULLER, Kenda. Equilíbrio e Desordens Vestibulares. In: UMPHRED, Darcy Ann. Reabilitação Neurológica. 4. ed. Barueri: Manole, 2004, p. 648-695.

ALTER, Michael. Ciência da Flexibilidade. 2. ed. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1999.

BARRETO, Kátia Magdala Lima et al. Perfil sócio-epidemiológico demográfico das mulheres idosas da Universidade Aberta à Terceira Idade no estado de Pernambuco. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, Recife, v. 3, n. 3, p. 339-354, Set. 2003.

BINDER, Ellen et al. Effects of exercise training on frailty in community-dwelling older adults: results of a randomized, controlled trial. Journal of the American Geriatrics Society, Hoboken, v. 50, n. 12, p. 1921-1928, Dez. 2002.

CARRIÈRE, Beate. Bola Suíça: teoria, exercícios básicos e aplicação clínica. São Paulo: Manole, 1999.

CASTRO, Paula Costa et al. Influência da universidade aberta da terceira idade (UATI) e do programa de revitalização (REVT) sobre a qualidade de vida de adultos de meia-idade e idosos. Revista Brasileira de Fisioterapia, São Carlos, v. 11, n. 6, p. 461-467, Dez. 2007.

CASTRO, Paula Costa. Avaliação da influência dos programas Universidade Aberta da terceira Idade e Revitalização Geriátrica sobre a qualidade de vida de idosos. São Carlos: UFSCar, 2007. 77 p. Dissertação (Mestrado em Fisioterapia) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos (SP), 2007.

CHAIMOWICZ, Flávio. A saúde dos idosos brasileiros às vésperas do século XXI: problemas, projeções e alternativas. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 31, n. 2, p. 184-200, Abr. 1997.

CORNU, Catherine et al. Preventing dependency in elderly persons: randomized study in the community. Therapie, Lyon, v. 58, n. 5, p. 451-456, Set./Out. 2003.

COSTA, Dirceu. Fisioterapia Respiratória Básica. São Paulo: Atheneu, 1999.

DATASUS Tabnet. Ministério da Saúde – 2008. Disponível em . Acesso em: 21 jul. 2012.

GILL, Thomas Michael et al. A prehabilitation program for physically frail community-living older persons. Archives of Physical Medicine and Rehabilitation, Philadelphia, v. 84, n. 3, p. 394-404, Mar. 2003.

GRANITO, Renata Neves et al. Efeitos de um programa de atividade física na postura hipercifótica torácica, na dorsalgia e na qualidade de vida de mulheres com osteoporose. Revista Brasileira de Fisioterapia, São Carlos, v. 8, n. 3, p. 231-237, Set./Dez. 2004.

HAUER, Klaus et al. Two Years Later: A Prospective Long-Term Follow-Up of a Training Intervention in Geriatric Patients With a History of Severe Falls. Archives of Physical Medicine and Rehabilitation, Philadelphia, v. 84, n. 10, p. 1426-1432, Out. 2003.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Perfil dos idosos responsáveis pelos domicílios no Brasil. Estudos e pesquisas de informação demográfica e econômica n.9 - 2000. Disponível em: . Acesso em: 21 jul. 2012.

______. Tábua Completa de Mortalidade do Brasil - 2005. Disponível em: . Acesso em: 21 jul. 2012.

JETTE, Allan. Using health-related quality of life measures in physical therapy outcomes research. Physical Therapy, Alexandria, v. 73, n. 8, p. 528-537, Ago. 1993.

KISNER, Carolyn; COLBY, Lynn Allen. Exercícios terapêuticos: fundamentos e técnicas. 3. ed. São Paulo: Manole, 1998.

MACHADO, Fabiana Ferro. Universidade Aberta à Terceira Idade da Universidade do Sagrado Coração (UATI/USC): estudo de caso. Interface – Comunicação, Saúde, Educação, Botucatu, v. 9, n. 16, p. 185-90, Fev. 2005.

MACHADO, Ofélia Gomes. Proposta de implantação de universidade aberta para terceira idade em Joinville. Florianópolis: UFSC, 2003. 163 p. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis (SC), 2003.

MARQUES, Amélia Pasqual. Cadeias musculares: um programa para ensinar avaliação fisioterapêutica global. São Paulo: Manole, 2000.

MAZZEO, Robert Steven et al. Exercício e atividade física para pessoas idosas: posicionamento oficial do American College of Sports Medicine. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde, Pelotas, v. 3, n. 1, p. 48-78, Jan. 1998.

MERHY, Emerson Elias. Um ensaio sobre o médico e suas valises tecnológicas: fazendo um exercício sobre a reestruturação produtiva na produção do cuidado. In: MERHY, Emerson Elias. Saúde: a cartografia do trabalho vivo. São Paulo: Hucitec, 2002, p. 93-112.

MORENO, Adriana. Fisioterapia em Uroginecologia. São Paulo: Manole, 2004.

NAVEGA, Marcelo Tavella; AVEIRO, Mariana Chaves; OISHI, Jorge. Alongamento, caminhada e fortalecimento dos músculos da coxa: um programa de atividade física para mulheres com osteoporose. Revista Brasileira de Fisioterapia, São Carlos, v. 7, n. 3, p. 261-267, Jul. 2003.

PARAHYBA, Maria Isabel; VERAS, Renato Peixoto; MELZER, David. Incapacidade funcional entre as mulheres idosas no Brasil. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 39, n. 3, p. 383-391, Jun. 2005.

REBELATTO, José Rubens; BOTOMÉ, Sílvio Paulo. Fisioterapia no Brasil. 2. ed. São Paulo: Manole, 1999.

REDONDO, Bernard Rose. Iso-Stretching: gymnastique du maintien corporel.

Redber Production. 1997. 1 DVD.

RENNÓ, Ana Cláudia Muniz et al. Effects of an exercise program on respiratory function, posture and on quality of life in osteoporotic women: a pilot study. Physiotherapy, Oxford, v. 91, n. 2, p. 113–118, Jun. 2005.

RYDWIK, Elisabeth; KERSTIN, Frändin; AKNER, Gunnar. Physical training in institutionalized elderly people with multiple diagnoses: a controlled pilot study. Archives of Gerontology and Geriatrics, Philadelphia, v. 40, n. 1, p. 29-44, Jan./Fev. 2005.

SALDANHA, Maria Elisabete Salina; DAVANZZO, Renata Cerrini; DRIUSSO, Patrícia. Incontinência Urinária no Idoso: Abordagem Fisioterapeutica. In: DRIUSSO, Patrícia; CHIARELLO, Berenice. Fisioterapia Gerontológica. São Paulo: Manole, 2007, p. 181-214.

SALVINI, Tânia de Fátima. Introdução: Plasticidade e Adaptação Postural dos Músculos Esqueléticos. In: MARQUES, Amélia Pasqual. Cadeias musculares: um programa para ensinar avaliação fisioterapêutica global. São Paulo: Manole, 2000, p. 3-22.

SANDOR, Petho. Técnicas de relaxamento. 4. ed. São Paulo: Vetored, 1982.

SANTOS, Christiano dos. Tai Chi Chi Kung. Apostila para Curso Regular – Universidade Aberta da Terceira Idade de São Carlos. 2005. 45 p.

SISTEMA ESTADUAL DE ANÁLISE DE DADOS - SEADE – 2006. Disponível em: . Acesso em: 21 jul 2012.

STEERS, Negan. Pilates Clinico: apostila do curso Pilates. São Paulo: Valéria Figueiredo Cursos, 2006.

VERAS, Renato Peixoto; CALDAS, Célia Pereira. Promovendo a saúde e a cidadania do idoso: o movimento das universidades da terceira idade. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 9, n. 2, p. 423-432, Abr./Jun. 2004.

WORLD HEALTH ORGANIZATION - WHO. Ageing and Life Course. The World is Fast Ageing: have we noticed?. 2006. Disponível em . Acesso em: 21 jul. 2012.

______. Introducing the WHOQOL instruments. 1997. Disponível em: . Acesso em: 21 jul. 2010.




Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento. ISSN: 1517-2473 (impresso) e 2316-2171 (eletrônico)
Qualis Capes 2016, área interdisciplinar: B2