O PROCESSO DE INSTITUCIONALIZAÇÃO DO IDOSO E AS TERRITORIALIDADES: ESPAÇO COMO LUGAR?

Lidiane Mendes Nazareno Duarte

Resumo


O envelhecimento, num país como o Brasil, mostra grande complexidade, sendo considerado um problema de ordem social. A procura por instituições de longa permanência para idosos (ILPI), diante da perspectiva demográfica e social, está aumentando e representando uma nova alternativa de moradia para o idoso. Este estudo de abordagem qualitativa teve como objetivo compreender o discurso da institucionalização do idoso e a existência de práticas que favorecem o vínculo com o lugar e a rotina de cuidados neste ambiente, propondo efetuar a análise de discursos sobre o idoso e a noção de representação. Trata-se de uma revisão bibliográfca baseada em publicações nacionais selecionadas em periódicos, livros e dissertações indexados na internet, acessados nas bases de dados: Lilacs, Google Acadêmico e Scielo, num recorte temporal de onze anos (1999 a 2010), através das palavras-chave combinadas: idoso, institucionalização, ILPI e discurso sobre o idoso. Conforme os critérios de inclusão, sete publicações foram analisadas  através da Análise de Conteúdo (Bardin, 1979) e discutidas em duas categorias: o discurso sobre a opção pela institucionalização e a existência de práticas de discursos sobre o idoso que evidenciam o vínculo institucional. Os dados apontam que os discursos sobre os idosos institucionalizados indicam necessidades de um vínculo com a instituição, porém este ambiente institucional, estruturado por relações de poder pode favorecer a perda de autonomia e identidade e o isolamento. Torna-se necessário, portanto, um esforço político orientado no sentido de colocar na agenda da sociedade as necessidades deste segmento populacional.


Palavras-chave


Idoso; Institucionalização; Identidade; Discurso; Análise do discurso

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, Oséias Guimarães. Representações Sociais de Saúde e de Doença na Velhice. Acta Scientiarum Health Sciences, Maringá, v. 25, n. 2, p. 207-213, Out. 2003.

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1979.

BAUMAN, Zygmunt. Identidade: entrevista a Benedetto Vecchi. Rio de Janeiro: Jorge

Zahar Editor, 2005.

BESSA, Maria Eliana Peixoto; SILVA, Maria Josefina da. Motivações para o ingresso dos idosos em instituições de longa permanência e processos adaptativos: um estudo de caso. Texto Contexto - Enfermagem, Florianópolis, v. 17, n. 2, p. 258-265, Abr./Jun. 2008.

BOSI, Ecléa. O tempo vivo da memória: ensaios de psicologia social. 2. ed. São Paulo: Ateliê Editorial, 2004.

BREDEMEIER, Sônia Mercedes Lenhard; SILVA, Elenir da. O Velho cuidador e suas percepções sobre a velhice. Perspectiva Latino Americana, Brasil, p. 1-10, 2. semestre 1999. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2011.

CAMARANO, Ana Amélia. Instituições de longa permanência e outras modalidades de arranjos domiciliares para idosos. In: NERI, Anita Liberalesco (Org.). Idosos no Brasil: vivências, desafios e expectativas na terceira idade. São Paulo: Perseu Abramo, 2007, p. 169-191.

CHAIMOWICZ, Flávio; GRECO, Dirceu Bartolomeu. Dinâmica da institucionalização de idosos em Belo Horizonte, Brasil. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 33, n. 5, p. 454-460, Out. 1999.

CUNHA, Maria Isabel da. Os conceitos de espaço, lugar e território nos processos analíticos da formação dos docentes universitários. Educação Unisinos, São Leopoldo, v. 12, n. 3, p. 182-186, Set./Dez. 2008.

DEBERT, Guita Grin. A invenção da Terceira Idade e a rearticulação de formas de consumo e demandas políticas. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 12, n. 34, p. 39-56, Jun. 1997.

DUTRA, Isabel Cristina Bezerra et al. Impacto da experiência com idoso institucionalizado na formação acadêmica em fisioterapia. In: ENCONTRO DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA, 11., 2009, João Pessoa. Anais... João Pessoa: Editora Universitária/UFPB, 2009. p. 1-8.

FALEIROS, Vicente de Paula; MORANO, Tereza. Cotidiano e relações de poder numa instituição de longa permanência para pessoas idosas. Textos & Contextos, Porto Alegre, v. 8, n. 2, p. 319-338, Jul./Dez. 2009.

FAIRCLOUGH, Norman. Discurso e mudança social. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2001.

GALERY, Augusto Dutra. São os idosos sujeitos? Análise do Discurso dos sites de clínicas de repouso para idosos. Portal do Envelhecimento - 2008. Disponível em: < https://www.yumpu.com/pt/document/view/12933291/sao-os-idosos-sujeitos-portal-do-envelhecimento>. Acesso em: 15 mar. 2014.

GOFFMAN, Erving. Manicômios, prisões e conventos. São Paulo: Perspectiva, 2005.

GOMES, Daniela Jaquinta; CAMARGO, Pamela Martins; BORGES, Camila Dellatorre. A vivência de idosos no contexto asilar. Pesquisa de campo em Psicologia Social. Ribeirão Preto: Instituto de Ciências Humanas - Universidade Paulista, 2008.

GUEDES, Ana Carolina Bastos; GAMA, Carolina Rebêlo; TIUSSI, Adriani Cristini Rosa. Avaliação nutricional subjetiva do idoso: Avaliação Subjetiva Global (ASG) versus Mini Avaliação Nutricional. Comunicação em Ciências da Saúde, Brasília, v. 19, n. 4, p. 375-384, Out./Dez. 2008.

HALL, Stuart. A Identidade Cultural na Pós-Modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 1997.

LINDERN, Daniele et al. Velhice e Identidade: Significações de Mulheres Idosas. In: SALÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACULDADE DE PSICOLOGIA, PUCRS, 11., 2010, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: EDIPUCRS, 2010. p. 1751-1753.

LYSARDO-DIAS, Dylia. A construção e a desconstrução de estereótipos pela publicidade brasileira. In: MACHADO-BORGES, Thaís (Ed.). Going beyond Limits? Media and Transgression – Brazilian Cases. Estocolmo: Stockholm Review of Latin American Studies, n. 2, 2007, p. 25-35. Disponível em: . Acesso em: 15 mar. 2014.

MAGALHÃES, Célia Maria. Percursos das abordagens discursivas associadas à Lingüística Sistêmica Funcional. In: VIEIRA, Josenia Antunes et al. Olhares em análise de discurso crítica. Brasília: Cepadic, 2009, p. 17-36.

MAIA, Gabriela Felten da; CASTRO, Gracielle Dotto; JORDÃO, Aline Bedin. Ampliando a clínica com idosos institucionalizados. Revista Mal-Estar e Subjetividade, Fortaleza, v. 10, n. 1, p. 193-210, Mar. 2010.

MARTINS, Rafaela Lunardi et al. História Oral de Vida: Idosos em Instituição de Longa Permanência e suas Representações Sociais. In: ENCUENTRO NACIONAL Y III CONGRESO INTERNACIONAL DE HISTORIA ORAL DE LA REPÚBLICA ARGENTINA, 9., 2009, Buenos Aires. Anais… Buenos Aires: Universidad de Buenos Aires, 2009. p. 01-19.

MAZZA, Márcia Maria Porto Rossetto; LEFÉVRE, Fernando. A instituição asilar segundo o cuidador familiar do idoso. Saúde e Sociedade, São Paulo, v. 13, n. 3, p. 68-77, Set./Dez. 2004.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. Rio de Janeiro: Hucitec-Abrasco, 1993.

MIRANDA, Francisco Arnoldo Nunes de et al. Representação social da sexualidade entre idosos institucionalizados. UNOPAR, Científica, Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina, v. 7, n. 1, p. 27-34, Out. 2005.

NERI, Anita Liberalesso. Qualidade de Vida na Velhice. In: DELITTI, Maly. (Org.). Sobre Comportamento e Cognição: A prática a análise do comportamento e da terapia cognitivo-comportamental. São Paulo: ArBytes, v. 2, 1997, p. 34-40.

PAULA, Rouseane da Silva. A Construção Identitária da Pessoa Idosa. Revista Fórum Identidades, Itabaiana, v. 3, n. 3, p. 111-117, Jan./Jun. 2008.

PAVAN, Fábio José; MENEGHEL, Stela Nazareth; JUNGES, José Roque. Mulheres idosas enfrentando a institucionalização. Caderno Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 24, n. 9, p. 2187-2190, Set. 2008.

PESTANA, Luana Cardoso; ESPÍRITO SANTO, Fátima Helena do. As engrenagens da saúde na terceira idade: um estudo com idosos asilados. Revista da Escola de Enfermagem da USP, São Paulo, v. 42, n. 2, p. 268-275, Jun. 2008.

PROCHNAU, Natiele; PASTÓRIO, Walmir Francisco. A Auto-estima em Idosos Institucionalizados. In: ENCONTRO NACIONAL DA ABRAPSO, 14., 2007, Paraná. Anais .... Paraná: Abrapso, 2007. p. 01-10.

QUEIROZ, Gleicimara Araújo. Qualidade de vida em instituições de longa permanência para idosos: considerações a partir de um modelo alternativo de assistência. São João Del Rei: UFSJ, 2010. 140 p. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal de São João Del Rei, Minas Gerais, 2010.

RODRIGUES, Lizete de Souza; SOARES, Geraldo Antônio. Velho, idoso e terceira idade na sociedade contemporânea. Revista Ágora, Vitória, n. 4, p. 1-29, 2006.

SCHMITT, Jaqueline Aparecida Martins Zarbato. Histórias e publicações sobre a velhice no Brasil. Revista Científica Plural, Tubarão, p. 1-10, 2005.

SOUZA, Jaime Luiz Cunha de. Asilo para idosos: o lugar da face rejeitada. Trilhas, Belém, v. 4, n. 1, p. 77-86, Set. 2003.

ZAIDAN, Geralda Maria de Carvalho. A Memória marca os limites do universo das representações da temporalidade. Web revista página de debates: questões de linguística e linguagem, Nova Andradina, n. 11, p. 1-13, Nov. 2009.




Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento. ISSN: 1517-2473 (impresso) e 2316-2171 (eletrônico)
Qualis Capes 2016, área interdisciplinar: B2