O IMPACTO CAUSADO PELO LONGO PROCESSO DE MORTE NA FAMÍLIA DO IDOSO ACOMETIDO PELA DOENÇA DE ALZHEIMER.

Daylene Keyla Silva, Noely Cibeli Santos

Resumo


Devido ao envelhecimento populacional, a Doença de Alzheimer vem surgindo como um problema  causando grande impacto na família. O objetivo do estudo foi compreender a opinião do familiar de idosos com Alzheimer sobre o longo processo de morte. Foi utilizada a abordagem qualitativa. A coleta de dados deu-se através de entrevistas semi-estruturadas, a quatro familiares cuidadores de portadores da doença de Alzheimer. Para a análise dos dados utilizou-se o referencial de análise de conteúdo de Bardin. E aos resultados revelam-se três unidades temáticas: Dificuldades para o cuidar que identificou dificuldades na prática, dentro da família, com o próprio eu, e na primeira perda;  Momentos da experiência que identificou as mudanças na vida, as vivências da ausência, a grande confusão de sentimentos e a aproximação do fim; O longo adeus que identificou a despedida de quem se ama e a despedida do corpo de quem ama. Por tanto se pode observar o impacto que o longo processo de morte causa no familiar considerando-se então que devido a enfermagem ter como princípio a humanização, deve cuidar não apenas do doente mas também do familiar, buscando assim aliviar o sofrimento vivenciado por essas pessoas nessa fase da vida.


Palavras-chave


Doença de Alzheimer; Família; Morte

Texto completo:

PDF


Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento. ISSN: 1517-2473 (impresso) e 2316-2171 (eletrônico)
Qualis Capes 2016, área interdisciplinar: B2