INFLUÊNCIA DO ZUMBIDO NO BEM-ESTAR DE IDOSOS

Débora Ruttke von Saltiél, Adriane Ribeiro Teixeira, Sílvia Dornelles, Andréa Kruger Gonçalves, Deborah Salle Levy, Cintia de la Rocha Freitas

Resumo


O objetivo deste estudo foi verificar a opinião de idosos sobre a influência do zumbido no bem-estar. Foram entrevistados 11 idosos, sendo 7 institucionalizados e 4, não institucionalizados. As idades variaram entre 60 e 95 anos. Eles responderam a uma entrevista semiestruturada elaborada para este estudo. A avaliação qualitativa dos dados foi feita de acordo com os pressupostos de Giorgi (1978). Verificou-se que os idosos institucionalizados e não institucionalizados consideraram que o zumbido interfere no bem-estar.

palavras-chave

Zumbido. Idosos.  Qualidade de Vida.

 

abstract

The aim of this study was to assess the opinion of the elderly on the influence of tinnitus in the welfare. Eleven elderly were interviewed, 7 were institutionalized and 4 were not. Their ages ranged from 60 to 95 years old. The elderly answered to a semistrutured interview. Qualitative evaluation of the data was done according to the assumptions of Giorgi (1978). It was found that the majority of the elderly considered that tinnitus has a negative influence on welfare.

Keywords

Tinnitus. Aging. Quality of Life.


Palavras-chave


Zumbido; Idosos; Qualidade de Vida

Texto completo:

PDF


Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento. ISSN: 1517-2473 (impresso) e 2316-2171 (eletrônico)
Qualis Capes 2016, área interdisciplinar: B2