OCORRÊNCIA DE DEPRESSÃO E ANSIEDADE EM CUIDADORES PRIMÁRIOS DE INDIVÍDUOS COM DEMÊNCIA TIPO ALZHEIMER: ESTUDOS DE CASOS

Ivani Bressan Valentini, Nicolle Zimmermann, Rochele Paz Fonseca

Resumo


RESUMO:

A Demência Tipo Alzheimer tem evolução progressiva que compromete as atividades funcionais do portador, tornando-o dependente de um cuidador. O objetivo do presente estudo foi investigar a ocorrência de depressão e de ansiedade em cuidadores primários de adultos idosos portadores de Demência Tipo Alzheimer. Participaram da pesquisa duas esposas de cônjuges com esse quadro, cuidadoras primárias que exercem a função sem auxílio de cuidador secundário, com nível de escolaridade superior a quatro anos de estudo formal, sem auto-relato de intervenção psicológica atual ou prévia e sem história atual ou prévia de doenças neurológicas e/ou psiquiátricas. A ocorrência de sinais sugestivos de depressão e ansiedade foi avaliada através do Inventário Beck de Depressão e do Inventário Beck de Ansiedade. Para identificar o impacto do cuidado na saúde do cuidador foi utilizada uma entrevista semi-estruturada com questões que investigaram alguns aspectos emocionais, sociais e físicos. As participantes apresentaram sinais sugestivos de prejuízo da saúde psicológica: ambas demonstraram nível leve de depressão, apresentando o caso 1 escore inferior ao do caso 2, e ansiedade, mostrando o caso 1 nível mínimo e o caso 2, nível grave. Entre os fatores que podem ter contribuído para o maior comprometimento psicológico da cuidadora do caso 2, mencionam-se menor tempo pós-diagnóstico e de função de cuidador, rápida evolução da doença e estágio mais avançado da demência do cônjuge, assim como reduzido suporte familiar e social.

PALAVRAS-CHAVE: Demência Tipo Alzheimer. Cuidador. Ansiedade. Depressão.

 

ABSTRACT:

Alzheimer Dementia presents a progressive evolution that impairs daily activities, what makes individuals with this kind of dementia caregiver dependents. This research aims to investigate the occurrence of depression and anxiety in primary caregivers of elderly adults with Alzheimer Dementia. Two cases of primary caregivers, not helped by secondary caregivers, married with elderly adults with Alzheimer dementia, participated of this study. They had studied for more than four years of formal education, without self-reported psychological intervention, and neurological or psychiatric diseases. Depression and anxiety symptoms were assessed through Beck Depression Inventory and Beck Anxiety Inventory. Towards the identification of influence of care activities on caregivers’ health an interview with questions about some emotional, social and physical aspects was administered. Both cases showed suggestive signs of impaired psychological health: the two wives presented low depression (case 1 presented a lower score when compared to case 2) and different levels of anxiety – case 1 showed a minimum level, while case 2 presented a severe level of anxiety. Among factors that can have contributed to the greater injury of case 2, there are smaller post-diagnosis interval, faster dementia evolution, more severe dementia phase and limited family and social support.

KEYWORDS: Alzheimer Dementia. Caregiver. Anxiety. Depression.


Palavras-chave


Demência Tipo Alzheimer. Cuidador. Ansiedade. Depressão.

Texto completo:

PDF


Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento. ISSN: 1517-2473 (impresso) e 2316-2171 (eletrônico)
Qualis Capes 2016, área interdisciplinar: B2