CAPACIDADE PULMONAR EM IDOSOS PRATICANTES DE HIDROGINÁSTICA

Thaís Marinho Trindade, Marisa Pereira Gonçalves, Maria Saleti Lock Vogt, Cristina Carvalhal Schwanz, Anajara Teixeira Gomes, Marília Rossatto Marques, Piero Motta Bonfada, Anderson Berni Cristofari, Bibiana Reis Cavalheiro, Jociane Schardong

Resumo


Objetivo: avaliar a capacidade pulmonar de um grupo de idosos praticantes de hidroginástica. Materiais e Métodos: estudo do tipo levantamento, desenvolvido com 132 indivíduos pertencentes a um grupo da terceira idade praticante de hidroginástica na Universidade Federal de Santa Maria, de maio a junho de 2008. Foram utilizados, para a avaliação respiratória, uma ficha com dados gerais, espirometria e manovacuometria, sendo os dados analisados descritivamente, e após, para análise estatística, foi realizado o Teste Exato de Fischer (p< 0,05). Resultados: Na avaliação espirométrica, 46,97% dos idosos apresentaram-se dentro dos parâmetros da normalidade. Já, em relação à força muscular respiratória, a maioria dos valores encontrados de Pressão Inspiratória Máxima (92,42%) e de Pressão Expiratória Máxima (59,09%) estava abaixo dos valores previstos. Porém, salienta-se que, o grupo com mais tempo de prática de hidroginástica obteve 66,67% de Pressões Expiratórias Máximas dentro dos valores previstos. No grupo de idosos que não declarou ter patologias respiratórias 46,30% apresentou alteração no exame espirométrico. Conclusão: os resultados encontrados apontam para um perfil respiratório característico do processo de envelhecimento, com perdas em capacidade pulmonar e força de músculos respiratórios, porém minimizadas pela prática de atividade física regular.

LUNG CAPACITY IN ELDERLY PRACTITIONERS OF HYDROGYMNASTICS

abstract

Objective: to evaluate the lung capacity of an elderly practitioner group of hydrogymnastics. Materials and Methods: survey study, developed with 132 individuals belonging to an elderly practitioner group of hydrogymnastics at Universidade Federal de Santa Maria, from May to June of 2008. It was used for the respiratory evaluation a sheet for general data, spirometry and manovacuometry, being the data analyzed descriptively, and later, for statistical analysis, it was used Fischer’s Exact Test (p <0.05). Results: In the spirometric evaluation, 46.97% of the elderly showed normal parameters. However, in relation to the respiratory muscle strength, most of the found values of maximum inspiratory pressure (92.42%) and maximum expiratory pressure (59.09%) were below the predicted levels. However, the group with longer practice of hydrogymnastics obtained 66.67% of maximum expiratory pressure in these predicted values. In the elderly group that declared not to have any respiratory diseases, 46.30% showed alteration in the spirometry exam. Conclusion: the finding results indicate a typical respiratory profile characterized by the aging process, with losses in lung capacity and strength of respiratory muscles, but minimized by the practice of regular physical activity.


Palavras-chave


idoso; hidroginástica; função respiratória.

Texto completo:

PDF


Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento. ISSN: 1517-2473 (impresso) e 2316-2171 (eletrônico)
Qualis Capes 2016, área interdisciplinar: B2