SIGNIFICADO DA ATIVIDADE FÍSICA PARA PRÁTICAS DE SAÚDE NA TERCEIRA IDADE

Maria Silva Santana

Resumo


RESUMO:

Evidencia-se a atividade física como recurso importante para amenizar a degeneração provocada pelo envelhecimento, bem como possibilitar  ao idoso manter uma qualidade de vida ativa. O objetivo do estudo foi conhecer e descrever o significado da atividade física para a terceira idade. Ele consistiu em um estudo transversal com base na Teoria das Representações Sociais, cuja forma de conhecimento socialmente elaborado e partilhado tem um objetivo prático e contribui para a construção de uma realidade comum a um conjunto social. A amostra foi não-probabilística e por conveniência. Participaram do estudo 70 pessoas, do sexo masculino e do feminino, com média de idade de 62 anos, integrantes do Programa Saúde e Cidadania na Terceira Idade, do CEFET/RN, Brasil, que ensina pessoas a fazer atividade física, visando o auto-cuidado com a saúde a partir dos 50 anos. Na coleta de dados, foi utilizada a técnica da entrevista estruturada em situação individual contendo questões sócio-demográficas sobre a percepção da importância da atividade física para a saúde e uma questão aberta.  Constataram-se os diferentes entendimentos compartilhados dos indivíduos do estudo sobre os benefícios da atividade física, representados pelos campos semânticos fuga dos problemas, auto-estima, felicidade, qualidade de vida e integração social. O fenômeno, identificado no âmbito psicossocial, foi capaz de esclarecer aspectos importantes da necessidade da atividade física para as práticas de saúde em geral para idosos.

PALAVRAS-CHAVE: Qualidade de vida. Saúde do idoso. Psicologia Social.

 

ABSTRACT:

The physical activity is evidenced as an important resource to alleviate the degeneration caused by aging, and enable the elderly to maintain an active quality of life. This study aims to present and describe the significance of physical activity for elderly. It consisted of a cross sectional study based on the Theory of Social Representations, whose socially established and shared form of knowledge has a practical objective and contributes to the construction of a common reality to a social conjunct. The sample was non-probabilistic and for convenience. Study participants were 70 people, males and females, with a mean age of 62 years old, all members of the Health and Citizenship in the Third Age Program, of CEFET / RN, Brazil, which teaches people to do physical activity, aiming the self-health care starting from  the 50 years old. In data collecting, it was used the technique of individual structured interview containing socio-demographic questions   about the importance of the perception of physical activity to health and an opened question.   There are different understandings about the individual components of the study about the benefits of physical activity, which are represented by the semantic fields of problems escapade, self-esteem, happiness, quality of life and social integration. The phenomenon, identified in thepsychosocial ambit, was able to clarify important aspects about the necessity of physical activity for the general health practices for elderly.

KEYWORDS: Quality of life. Elderly Health. Social Psychology.


Palavras-chave


Qualidade de vida. Saúde do idoso. Psicologia Social.

Texto completo:

PDF


Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento. ISSN: 1517-2473 (impresso) e 2316-2171 (eletrônico)
Qualis Capes 2016, área interdisciplinar: B2