Barreiras cognitivas: uma perspectiva decisiva para promover estratégias de conhecimento no desempenho da atividade organizacional

Cláudio Reis Gonçalo

Resumo


Este trabalho propõe que estratégias de conhecimento sejam avaliadas a partir das barreiras cognitivas existentes nas organizações. Considera-se que a identificação dessas barreiras seja uma perspectiva decisiva para a tomada de decisão gerencial quanto à criação e transferência de conhecimento no desempenho da atividade. O reconhecimento desta perspectiva identifica fatores decisivos quanto a promover e/ou manter capacidades estratégicas da organização. Em um estudo de caso exploratório, em empresa envolvida com inovação tecnológica, a investigação das barreiras cognitivas permitiu reconhecer decisões estratégicas emergentes, principalmente, para “eliminar” as barreiras existentes relativas à armazenagem e distribuição do conhecimento. Na análise do estudo de caso, observou-se como fator crítico de sucesso a forma como os líderes valorizam o contexto e, em especial, como promovem o exercício da autonomia e de atividades informais para obterem estratégias de conhecimento eficazes.

Palavras-chave


barreiras cognitivas; estratégia de conhecimento; diagnóstico organizacional.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1983-8026.3211