Padrão Primário para Baixo Torque e Esforços para Melhoria da sua Incerteza

Antônio Carlos Peixoto Bitencourt, Walter Lindolfo Weingaertner, Herman Augusto Lepikson, René Theska

Resumo


Este artigo apresenta a análise do estado da arte em padrões de torque. Foca-se no entendimento da dificuldade em realizar torque abaixo de 1 Nm com incertezas relativas na ordem 10-5. Este limite do estado da arte contrasta com a crescente demanda por miniaturização e suas implicações em calibração nesta faixa de medição. Por fim, apresentam-se as iniciativas de avançar o estado da arte em padrão primário de torque para esta faixa.

Palavras-chave


padrão de torque; microtorque

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1983-8026.11824