Art and legitimacy: from the discourse to the ideological rhetoric

João Paulo Queiroz

Resumo


The circuits of artistic legitimacy have been modified and replaced by new agents. On one hand, the "relational aesthetics" and the decentering observed in "altermodernism" (Nicolas Bourriaud). On the other, the modernist role of the academies and their respective inertia of reaction to the avant-gardes have for decades yielded their place to a "Bologna paradigm" of lifelong learning, along with the strengthening of discursive skills, both for students and for teachers (the puzzle articulation between degrees, masters and doctorates). In the field of publics, their inclusion as a relational media has created new platforms of interaction and social institution, based on informal and more interactive formulas: the associations, the collectives, the young curators. This whole movement can be framed in the so-called "educational turn", that is characterized by focusing on the public and its creation - or education - using safeguard institutions (museums, educational services, foundations) or schools and art institutes (the lifelong formation of professional artists, or the new agents (cities, artistic residences, interventions in local power).

Palavras-chave


Educational turn. Alter Modern. Art and revolution. Curatorship.

Texto completo:

PDF (English)

Referências


ARDENNE, Paul. Un arte contextual: creación artística en medio urbano, en situación, de intervención, de participación. Murcia: Cendeac. 2006. ISBN: 84-96299-40-6.

BOURDIEU, Pierre. "Sobre o poder simbólico". In: BOURDIEU, Pierre. O Poder Simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, p.07-16, 2001.

BOURRIAUD, Nicolas. (Ed.) AlterModern: at Tate Britain, Tate Triennial. London: Tate Modern, 2009. ISBN: 9781854378170.

BOURRIAUD, Nicolas. Estética Relacional. São Paulo. Martins Fontes, 2009. ISBN 978-85-99102-97-8.

CATTANI, Icleia Borsa. Mestiçagens na arte contemporânea. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2007.

CORONA, Marilice. Território partilhado: cruzamento de linguagens, espaço de reflexão." PORTO ARTE. Porto Alegre: PPGAV/UFRGS, v. 21, n. 35, maio 2016, pp 91-101.

CUNHA, Eduardo Figueiredo Vieira da. Fioravante and the emptiness: the drawing as strategy of absence. Estúdio, Lisboa , v. 7, n. 16, p. 42-48, dez. 2016. Disponível em . acessos em 11 set. 2017.

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade I: a vontade de saber. Lisboa: Relógio de Água, 1994. ISBN: 9789727082407

FRADE, Isabela Nascimento. O barato da arte na praça: o artesanato na feira hippie de Ipanema. Dissertação de Mestrado. São Paulo: Escola de Comunicação e Artes, USP, 1994.

GARCÍA CANCLINI, Néstor. La sociedad sin relato: Antropología y estética de la inminencia. Buenos Aires, Madrid: Katz Editores. (2010) ISBN 978-987-1566-30-3.

GOMES, Paulo César Ribeiro. Pinturas encadernadas ou pinturas enquanto livros. Estúdio, Lisboa , v. 3, n. 6, p. 115-123, dez. 2012 . Disponível em . acessos em 11 set. 2017.

HALL, Stuart. Encoding / decoding. In In: HALL, D. HOBSON, A. LOWE, & P. WILLIS (eds). Culture, Media, Language: Working Papers in Cultural Studies, 1972–79. Pp. 128-38. 1980. Disponível em URL: http://www.hu.mtu.edu/~jdslack/readings/CSReadings/Hall_Encoding-n-Decoding.pdf

HUERTA, R. Educación artística, derechos humanos y diversidad sexual. In HUERTA, R. y ALONSO-SANZ, A. (Eds.), Educación Artística y Diversidad Sexual (pp. 23-42). Valencia: Servicio de Publicaciones de la Universidad de Valencia, 2015. ISBN 978-84-370-9707-7.

LEWIN, Kurt. Forces behind food habits and methods of change. Bulletin of the National Research Council. 108:35–65. (1942)

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Nuevas claves de la visibilidad social y la creatividad (seminario). Bogotá: Universidad Javeriana, Seminario de posgrado. 2003 [Consult. 2016-02-24] Disponível em URL: http://pt.scribd.com/doc/19241339/Seminario-Arte-comunicacion-y-tecnicidad

MARTINS, C. S., & ALMEIDA, C. Que sentido para a investigação em educação artística senão como prática política?. Educação, Sociedade & Culturas, (40) 2013.

MEANA, J. C.. El espacio entre las cosas, Arte y Estética. Diputacion de Pontevedra, 2001.

NICOLAIEWSKY, Alfredo. De Película: As narrativas fotográficas de Vera Chaves Barcellos. Estúdio, Lisboa , v. 3, n. 5, p. 316-320, jun. 2012 . Disponível em . acessos em 10 set. 2017.

NUNES, Ana Luísa Ruschel. História da Arte e desenvolvimento do pensamento estético da criança: uma aprendizagem significativa. Revista Práxis Educativa, 5(1) 2010.

O'DOHERTY, Brian. No interior do cubo branco: a ideologia do Espaço da Arte. São Paulo: Martins Fontes. 2002. ISBN:8533616864

OLIVEIRA, Ronaldo Alexandre, & STRATICO, Fernando A. Histórias do sujeito e formação em arte. DOI 10.5212/PublicatioHuma.v.21i2.0005. Publicatio UEPG: Ciências Humanas, Linguistica, Letras e Artes, 21(2). 187-95. (2013)

O'NEIL, Paul & WILSON, Mick (Ed.) Curating and the Educational Turn. London: Open Editions. 2010. ISBN 978-0-949004-18-5

PILLAR, Analice Dutra. Leitura e releitura. A educação do olhar no ensino das artes, 3, 9-22. (1999)

QUEIROZ, João Paulo. Discursos da Arte em Mudança. In CIRILLO, José & GRANDO, Ângela (Ed.) O Sabor da sua Saliva é Sonoro: reflexões sobre o processo de criação nas artes. São Paulo: Intermeios Casa de Livros. Pp.148-157. 2013. ISBN: 978-85-64586-44-4

QUEIROZ, João Paulo. Educação artística, casos e realidades: ’infirmitati,’ ou a fraqueza analógica. In Novos Lugares para a Educação Artística: O V Congresso Matéria-Prima. Lisboa: Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa & Centro de Investigação e Estudos em Belas-Artes. (2016) 735 pp. ISBN: 978-989-8771-44-5. Pp 379-86. Disponível em http://congressomateria.fba.ul.pt/actas_2016.pdf

RADULESCU DE BARRIO, Mihaela. Personajes y escenarios en las performances de Elena Tejada. Revista Estúdio, Artistas sobre outras obras. 8(20). 2017.

RANCIÈRE, Jacques. O espectador emancipado. Lisboa: Orfeu Negro. 2010. ISBN: 978-989-8327-06-2

RIZZI, C., PIRAS, F., & MARANGOLO, P. Top-down projections to the primary visual areas necessary for object recognition: A case study. Vision research, 50(11), 1074-85. 2010.

SALVATORI, Maristela. O múltiplo em publicações de artistas: Röhnelt, Cattani e Mutran. Revista Estúdio, Lisboa, v. 7, n. 16, p. 34-41, dez. 2016. Disponível em . acessos em 10 set. 2017.

SHOEMAKER, Pamela J.; VOS, Tim P. Gatekeeping Theory. New York: Routledge, 2009. ISBN 0415981395

TOURINHO, Irene. Transformações no ensino da Arte: algumas questões para uma reflexão conjunta. In BARBOSA, Ana Mae. Inquietações e mudanças no ensino da arte. 2ª Ed. São Paulo: Cortez. 2003.

VERÓN, Eliseo. A produção do sentido. São Paulo: Cultrix, 1980.

VERÓN, Eliseo. Esto no es un libro. Barcelona: Editorial Gedisa S.A. 1999.




DOI: https://doi.org/10.22456/2179-8001.80113

Direitos autorais 2017 João Paulo Queiroz

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

PORTO ARTE: e-ISSN 2179-8001


INDEXADORES

PROPESQ

"

LATINDEX

Resultado de imagem para redib logo