The ballad of sexual dependency de Nan Goldin

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/2179-8001.76391

Palavras-chave:

Nan Goldin. Exposição. Arte contemporânea. Fotografia. Público.

Resumo

Esta resenha apresenta a exposição The ballad of sexual dependency, da artista americana Nan Goldin, realizada no MoMA, Museu de Arte Moderna de Nova York, entre 2016 e 2017, após trinta anos da sua primeira exibição, em 1986, destacando o slideshow de cerca de setecentas fotografias produzidas pela artista entre as décadas de 1970 e 1990, que evidenciam a natureza do grupo social ao qual a artista fazia parte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvana Boone, Universidade de Caxias do Sul

Doutora em Artes Visuais/História, Teoria e Crítica (PPGAV-UFRGS), Mestre em Comunicação e Semiótica (PUCSP), Especialista em Artes Visuais (UCS) e Licenciada em Educação Artística(UCS). Professora na Universidade de Caxias do Sul desde 1995, pesquisadora, curadora e crítica de arte.

Referências

COSTA, Guido. Nan Goldin. Primeira edição em espanhol. New York: Phaidon, 2010.

COTTON, Charlotte. A fotografia como arte contemporânea. 2a.edição. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2013. – (Arte&Fotografia)

GOLDIN, Nan. The ballad of sexual dependency. 2a. Edição. New York: Aperture, 2012.

PERL, Jed. New art city: Nova York, capital da arte moderna. Tradução Vera Pereira, Pedro Maia Soares. São Paulo: Companhia das letras, 2008.

Arquivos adicionais

Publicado

2018-01-10

Como Citar

Boone, S. (2018). The ballad of sexual dependency de Nan Goldin. PORTO ARTE: Revista De Artes Visuais, 23(38). https://doi.org/10.22456/2179-8001.76391