Território partilhado: cruzamento de linguagens, espaço de reflexão

Marilice Corona

Resumo


Pintores contemporâneos como Mark Tansey e Michaël Borremans incluem a fotografia e o filme em suas práticas artísticas refletindo, em território partilhado e de modo autorreferencial, a inegável mediação tecnológica no qual nos vemos submersos. Este artigo tem como objetivo analisar de que forma, nesse cruzamento de linguagens, instaura-se um espaço de reflexão.

Palavras-chave


Pintura. Fotografia. Filme. Autorreferencialidade. Representação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2179-8001.73715

Direitos autorais 2017 Porto Arte



PORTO ARTE: e-ISSN 2179-8001


INDEXADORES

PROPESQ