O campo ampliado da gravura: suas interseções e contrapontos com a escrita e a imagem no contexto da arte contemporânea

Maria do Carmo de Freitas Veneroso

Resumo


Neste artigo analisarei como a mudança ocorrida no estatuto da gravura processada ao longo do século XX, e que tem tido continuidade no século XXI, tem possibilitado a abordagem das práticas de impressão a partir da perspectiva de um “campo ampliado” ou “expandido”, no qual a gravura dialoga com outras linguagens, como a escrita. A escrita será abordada através do tecido do texto visual, a sua “textura gráfica”, no sentido barthesiano. Ao se referir à textura gráfica, Barthes traça uma relação com a origem da escrita, numa época em desenhar, gravar, escrever eram atividades muito próximas.

Palavras-chave


Gravura ampliada. Impressão. Palavra. Imagem.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2179-8001.43755

Direitos autorais 2013 Maria do Carmo de Freitas Veneroso

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

PORTO ARTE: e-ISSN 2179-8001


INDEXADORES

PROPESQ

"

LATINDEX

Resultado de imagem para redib logo