Os materiais aparentemente não mais utilitários são os únicos que de alguma forma são úteis

Manoela Furtado

Resumo


Manoela recolhe objetos descartados que encontra em seus trajetos pela cidade e propõe novas condições de funcionamento a essas mercadorias sucateadas. Ao deter-se sob materiais que estão à margem de uma sociedade calcada na economia de trocas comerciais - que foram fatalmente direcionados ao lixo por perderem sua serventia -, os estabelece como sobras desvalorizadas que tem potencial estético. Assim, subverte a lógica normatizante ao criar modos insurgentes de existência baseadas no contato e no afeto do que é considerado ordinário.

 

Abstract
Manoela collects discarded objects she finds in her paths about town and proposes new working conditions to these scrapped goods. By focusing on materials - fatally led to being discarded for losing their usefulness -  that are on the sidelines of a society based on commercial transactions, stabilishes them as devalued scraps with aesthetic potential. Thus, she subverts the normalizing logic in creating insurgent ways of existence based on connection and affection to what is considered ordinary.




Palavras-chave


Matéria. Espaço. Apropriação

Texto completo:

PDF

Referências


.




DOI: https://doi.org/10.22456/2179-8001.111713

Direitos autorais 2020 Manoela Furtado

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

PORTO ARTE: e-ISSN 2179-8001


INDEXADORES

PROPESQ

"

LATINDEX

Resultado de imagem para redib logo