A obra de Rafael Castro y Ordóñez, fotógrafo da Comissão Científica do Pacífico (1863-1865) - Tradução: Vinícius Oliveira Godoy

Sara Badía

Resumo


O artigo analisa a obra de Rafael Castro y
Ordóñez (Madrid, 1834-1865), fotógrafo da
Comissão Científica do Pacífico, uma expedição
organizada pelo governo espanhol que percorreu
o continente americano entre 1863 e 1865. O
objeto central deste estudo é a coleção de
fotografias realizada no Brasil e a personalidade
do autor; trata-se de uma obra pouco conhecida
pela comunidade científica, particularmente fora
da Espanha. O corpo das obras é observado
tanto em seus aspectos técnicos e formais como
também a partir da perspectiva da visão de
caráter documental que oferece. Este legado
iconográfico contribuiu de forma substancial para
definir o Brasil para a sociedade de fala
espanhola da época e na atualidade constitui um
excepcional "assento da memória".

Palavras-chave


Fotografia documental; expedição científica; Rafael Castro y Ordóñez; artista viajante.

Texto completo:

PDF () PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2179-8001.10609

Direitos autorais



ISSN da edição digital: e-ISSN 2179-8001