Exposição colecionismo: relações entre curadoria e mercado da arte

Rittieli D'Avila Quaiatto, Andrea Capssa de Lima

Resumo


Este artigo no campo da História, Teoria e Crítica da Arte contribui para pensar as relações entre a curadoria e o mercado da arte, com análise crítica de estratégias expositivas utilizadas em galerias comerciais. Por meio dos conceitos e práticas curatoriais da exposição “Colecionismo”, realizada na Moblanc Galeria em 2019, na qual obras de artistas expoentes da História da Arte convergem com produções contemporâneas de artistas representados pela galeria, compreende-se, no sistema da arte, as dinâmicas voltadas para o colecionismo e o investimento em arte, com base na legitimação e visibilidade.

 

Abstract
This article in the field of History, Theory and Criticism of Art contributes to think about the relationship between curatorship and the art market, with a critical analysis of exhibition strategies used in art galleries. Through the curatorial concepts and practices of the exhibition “Colecionismo”, held in 2019, in which works by artists who are exponents of Art History converge with contemporary productions by artists represented by the gallery, in the art system, it is understood dynamics focused on collecting and investing in art, based on legitimation and visibility.

 


Palavras-chave


Arte Contemporânea. Curadoria. Mercado da Arte. Colecionismo. Estratégia Expositiva.

Texto completo:

PDF

Referências


AGAMBEN, Giorgio. O que é o contemporâneo? E outros ensaios. Chapecó: ARGOS, 2009.

ARCHER, Michael. Arte Contemporânea: uma história concisa. São Paulo, Martins Fontes, 2001.

BULHÕES, Maria Amélia. Artes plásticas: participação e distinção Brasil anos 60/70. Tese (doutorado – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP). Universidade de São Paulo. São Paulo, 1990. Disponível em: .

BULHÕES, Maria Amélia. Arte Contemporânea no Brasil. Belo Horizonte: C/Arte, 2019.

CARVALHO, Ana Maria Albani de. Curadoria e Potencialidade Crítica na Arte Pós-Autônoma. Anais do XXXIII COLÓQUIO DO COMITÊ BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA ARTE - Arte e suas instituições, 2013, p. 257-270. Disponível em: < http://www.cbha.art.br/coloquios/2013/anais/pdfs/s2_anamariaalbani.pdf>.

CASTILLO, Sonia Salcedo del. Cenário da arquitetura da arte: montagens e espaços de exposições. São Paulo: Martins, 2008.

CASTILLO, Sonia Salcedo del. Arte de expor: curadoria como expoesis, 2015.

FETTER, Bruna. Um bom negócio: as recentes movimentações do mercado de arte contemporânea no Brasil. in BULHÕES, Maria Amélia (org.). As novas regras do jogo: o sistema de arte no Brasil. Porto Alegre: Zouk, 2014.

FIALHO, Ana Letícia. O mercado de arte contemporânea no Brasil. Pesquisa Setorial Latitude. 3ª Edição, 2014.

GONÇALVES, Lisbeth Rebollo. Entre cenografias: o museu e a exposição de arte no século XX. São Paulo. EDUSP, 2004.

GREFFE, Xavier. Arte e Mercado. (Org. Teixeira Coelho) tradução Ana Goldberger. – ed.- São Paulo. Iluminuras: Itaú Cultural, 2013.

LINDEMANN, Adam. Coleccionar Arte Contemporaneo. Colonia: Taschen, 2006.

MELO, Alexandre. Sistema da Arte Contemporânea. Lisboa: Europrees, 2012.

MOULIN, Raymonde. O Mercado da Arte: mundialização e novas tecnologias. Porto Alegre: Zouk, 2007.

O’DOHERTY, Brian. No interior do cubo branco: a ideologia do espaço da arte. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

QUEMIN, Alain (Org.); FIALHO, Ana Letícia; MORAES, Angélica de. O valor da obra de arte. São Paulo: Metalivros, 2014.

VÁLIO, Luciana Benetti Marques. Mapeando a complexidade da exposição de arte: é possível avalia-la?. São Paulo, 2008. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo.




DOI: https://doi.org/10.22456/2179-8001.103662

Direitos autorais 2020 Rittieli D'Avila Quaiatto, Andrea Capssa de Lima

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

PORTO ARTE: e-ISSN 2179-8001


INDEXADORES

PROPESQ

"

LATINDEX

Resultado de imagem para redib logo