Naturalização das demandas para a Psicologia: uma questão atual / Normalization of the Demands for Psychology: A Current Issue

Andréa Luiza da Silveira, Karine Vanessa Perez, Volmir Mielczarski dos Santos

Resumo


A ampliação do campo das políticas públicas, a partir da década de 1980 no Brasil, tem provocado o surgimento de uma diversidade de práticas nas quais se dirigem novas demandas para o campo da psicologia.  Com o intuito de problematizar o efeito destas demandas na reconfiguração deste campo, tomamos a naturalização como eixo norteador. Desenvolvemos inicialmente nosso argumento partindo da análise da naturalização como um elemento que se fez presente desde a instauração da psicologia, considerando as crises que operam em seu desenvolvimento desde o momento que ela se impôs a tarefa de renovação e ultrapassagem de modos de compreensão naturalizantes.  Esta renovação é um fato histórico que se repete no desenvolvimento da psicologia mantendo-se como uma tarefa sempre incompleta. Assim, para formularmos aspectos relativos às especificidades dos efeitos da naturalização das demandas nas instituições nos dedicamos a um retorno às elaborações iniciais dos analistas institucionais que se realizaram no contexto das manifestações de maio de 1968. De posse destes elementos passamos à análise do contexto atual das políticas públicas, partindo de uma reflexão sobre a inteligibilidade neoliberal e o quanto ela vem transversalizando tanto a dimensão das demandas quanto das práticas da psicologia. Depois avançamos sobre algumas considerações do quanto o redimensionamento da relação da política com a clínica pode criar alternativas perante as modulações do capitalismo vigente.


Palavras-chave


Análise de Demandas; (Des) Naturalização das Práticas; Psicologia e Políticas Públicas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2238-152X.51094

logogoogle
Scientific Electronic Library Online     

           

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

ISSN eletrônico: 2238-152X