UMA EXPERIÊNCIA ALAGOANA DE FORMAÇÃO EM SAÚDE COM A GESTÃO AUTÔNOMA DA MEDICAÇÃO

Marilia Silveira, Maysa Lanne Vieira Damasceno, Mirella Cordeiro Moreira da Costa, Jorgina Sales Jorge

Resumo


Este artigo trata de uma experiência de pesquisa com a Gestão Autônoma da Medicação (GAM) no nordeste brasileiro, precisamente na cidade de Maceió/Alagoas. Um dos desdobramentos da chegada da GAM neste campo foi a construção de uma disciplina eletiva sobre a GAM como estratégia formativa e sensibilizadora da rede. Utilizamos os princípios da GAM para dirigir a experiência na sala de aula e nas práticas em dois Centros de Atenção Psicossocial. A partir dessa experiência analisamos os efeitos de utilizar a estratégia GAM como estratégia de formação na universidade e na rede de saúde mental. 


Palavras-chave


Gestão Autônoma da Medicação, formação, saúde mental

Texto completo:

PDF PDF

Referências


Referências

Barros, R.B. Grupo: afirmação de um Simulacro. Porto Alegre: Sulina, 2007.

Bondía, J. L. (2002). Notas sobre a experiência e o saber da experiência. Revista Brasileira de Educação, 19, 20 - 28.

Campos, R., Palombini, A., Silva, A., Passos, E., Leal, E., Serpa Júnior, O., . . . Stefanello, S. (2012). Adaptação multicêntrica do guia para a gestão autônoma da medicação. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, 967-980.

Deleuze, G. (2008). Conversações. São Paulo: Editora 34.

DESPRET, V. Ces émotions que nous fabriquent. Paris: Lês empecheurs de penser en rond, 1999.

Favret-Saada, J. (2005). “Ser afetado”. Cadernos de Campo, 13, 155 -161.

Freire P. Pedagogia da autonomia. São Paulo: Paz e Terra; 1996.

Freire P. Pedagogia do oprimido. São Paulo: Paz e Terra; 2014.

Passos, E. e Barros, R. B. A Construção do Plano da Clínica e o Conceito de Transdisciplinaridade Psicologia: Teoria e Pesquisa Jan-Abr 2000, Vol. 16 n. 1, pp. 071-079

Rios, David Ramos da Silva, & Caputo, Maria Constantina. (2019). Para Além da Formação Tradicional em Saúde: Experiência de Educação Popular em Saúde na Formação Médica. Revista Brasileira de Educação Médica, 43(3), 184-195. Epub May 23, 2019.

Silveira, M, Cabral, K. V. A implementação da estratégia da gestão autônoma da medicação (GAM) na política de saúde mental: um relato da experiência no Rio Grande do Sul In: Saúde mental em campo: da Lei da reforma psiquiátrica ao cotidiano do cuidado / Márcio Mariath Belloc ... [et al.] organizadores – 1. ed. – Porto Alegre : Rede UNIDA, 2019. p. 85-108

Silveira, M., & Moraes, M. (2018). Gestão Autônoma da Medicação (GAM): uma experiência em Saúde Mental. ECOS – Estudos Contemporâneos da Subjetividade, 138 - 152.

Silveira, M., Palombini, A., & Mores, M. (2014). EscreverCOM: uma experiência ético-política de pesquisa. Mnemosine, 2 - 22.

Vasconcelos EM, Prado EV, Cruz PJC. Primeiros delineamentos de uma pedagogia popular para a formação profissional em saúde. In : Prado EV, Vasconcelos EM, Tófoli AMMA, Carneiro DGB, Cruz PJSC, Sarmento DS, et al. (Org). Caderno de extensão popular : textos de referência para a extensão universitária. Projeto de pesquisa e extensão VEPOP-SUS Vivências de extensão em Educação Popular e saúde no SUS. João Pessoa : Editora do CCTA, 2017. p.275-331

Zambillo, M., & Palombini, A. (2017). Autonomias errantes: Processos de autonomização em saúde mental. Estudos de Psicologia (Natal), 22(1), 78 - 88.




DOI: https://doi.org/10.22456/2238-152X.103419

logogoogle
Scientific Electronic Library Online     

           

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

ISSN eletrônico: 2238-152X