A Gestão Autônoma da Medicação e o dispositivo da Pesquisa-apoio

Eduardo Passos, Letícia Renault, Thaís de Sá Mello, Lorena Rodrigues Guerini

Resumo


Este artigo discute uma inovação da pesquisa-intervenção participativa na abordagem da Gestão Autônoma da Medicação (GAM): a criação de uma etapa que nomeamos “Pesquisa-apoio”. Tal etapa se inspirou nos conceitos-ferramenta de Apoio Matricial e Apoio Institucional, instrumentos no campo brasileiro da saúde coletiva voltados à democratização dos serviços, à troca de experiências e saberes entre trabalhadores e à cogestão. A Pesquisa-apoio teve objetivos semelhantes no serviço de saúde mental onde se realizou, um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS); contudo, diferentemente daqueles instrumentos, ela inclui em seu dispositivo os usuários dos serviços e seus familiares, ao invés de incluir apenas os trabalhadores. A Pesquisa-apoio permite contribuir com o debate sobre apoio no campo da saúde e ampliar a discussão sobre os dispositivos GAM. Em continuidade com os princípios da GAM, a Pesquisa-apoio permitiu aprofundar a participação dos usuários nos processos cogestivos, reforçando sua parceria com os trabalhadores e expandindo sua autonomia.

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2238-152X.103384

logogoogle
Scientific Electronic Library Online     

           

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

ISSN eletrônico: 2238-152X