Políticas públicas para formação continuada de professores no ensino médio

Larissa Martins Freitas, Celso Ilgo Henz, Doris Pires Vargas Bolzan, Melissa Noal da Silveira

Resumen


Este texto objetiva traçar um panorama inicial do sentir/pensar/agir dos professores e dos gestores das escolas de Ensino Médio em relação às políticas públicas de/para formação docente vivenciadas por eles ao longo da profissão. Trata-se de um recorte de uma pesquisa em andamento, realizada dentro do projeto de pesquisa “Humanização e cidadania na escola: diálogos com professores”, que tem como lócus as escolas públicas de ensino médio da cidade de Santa Maria, RS. As reflexões apresentadas partem das principais políticas públicas de formação docente promulgadas no Brasil e das colocações feitas pelos docentes e gestores participantes desta investigação a partir dos questionários. Nesta primeira fase da pesquisa, foram distribuídos 220 questionários, dos quais retornaram 73, respondidos por professores e gestores das dezenove escolas de ensino médio da cidade. Evidenciamos um distanciamento entre as formulações das Políticas Públicas e a realidade da escola, devido a empecilhos no (re)conhecimento da legitimidade das proposições, pela ausência de diálogo entre as partes envolvidos e pela falta de um projeto mais democrático de educação nacional; ainda assim os professores e as professoras têm na resistência a busca por uma educação pública e de qualidade, em que as auto(trans)formações se tornem e se efetivem como processos formativos nos diferentes níveis e modalidades de ensino.


Palabras clave


Ensino Médio; Políticas públicas; Formação docente

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


Copyright (c) 2018 Políticas Educativas

ISSN Electrónico: 1982-3207

Qualis/Capes: Educação B2

 

Periodicidad – Semestral

 

La recepción de artículos se caracteriza por su flujo continuo sin que sea posible preveer la fecha de su publicación.


This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY-NC 4.0).