A inserção dos estudantes africanos e afro-brasileiros na Universidade Federal Do Rio Grande Do Sul (UFRGS)

Wagner Lemes do Nascimento, Frederico Matos Alves Cabral

Resumen


Na sociedade contemporânea, constata-se uma crescente necessidade de aumento da escolarização das populações, de aquisição de maiores competências para enfrentar o mercado de trabalho e a aspiração das famílias por mobilidade social através da educação. Esses fatores têm contribuído para o aumento da valorização da educação, especialmente no seu nível superior. O objetivo deste trabalho consistiu em analisar a inserção dos estudantes africanos e afro-brasileiros na UFRGS. Foram utilizados como procedimentos metodológicos: levantamento de bibliografias, dados e documentos sobre o tema, seguida da análise de entrevistas semiestruturadas realizadas com os estudantes pesquisados. Como resultado, a pesquisa revelou que a inserção destes estudantes no ambiente acadêmico consiste num ganho de capital cultural e social. A inserção dos estudantes africanos se dá principalmente pelo PEC-G, programa realizado pelo Brasil desde 1960 com os países parceiros da América Latina, África e Ásia, no qual a UFRGS participa desde a sua adoção. Por outro lado, a inserção dos estudantes afro-brasileiros dá-se, em especial, através da Política de Ações Afirmativas, implementada no Brasil em 2003. Conforme os relatos dos entrevistados percebe-se que o acesso à educação superior consiste em um importante mecanismo de redução da desigualdade de oportunidades e como fator de promoção da mobilidade social.


Palabras clave


Escolarização; Educação Superior; Ações Afirmativas; PEC-G.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


Copyright (c) 2016 Políticas Educativas

ISSN Electrónico: 1982-3207

Qualis/Capes: Educação B2

 

Periodicidad – Semestral

 

La recepción de artículos se caracteriza por su flujo continuo sin que sea posible preveer la fecha de su publicación.


This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY-NC 4.0).